Alberto Valentim prega futebol moderno e comemora semana cheia para trabalhar

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2015 17h10
SÃO PAULO, SP - 11.06.2015: TREINO DO PALMEIRAS - O técnico interino Alberto Valentim, da SE Palmeiras, durante treinamento na Academia de Futebol, no bairro da Barra Funda. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)Alberto Valentim comemorou o fato de ter uma semana para treinar o Palmeiras

O auxiliar-técnico Alberto Valentim voltou a trabalhar como treinador interino no Palmeiras nesta semana por causa da demissão de Oswaldo de Oliveira. Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (12), ele falou sobre suas ideias a respeito do futebol e o que está tentando implantar na equipe até a chegada de Marcelo Oliveira para assumir o cargo.

“ Eu dei sorte por ter uma semana cheia. Isso ajuda, porque coloco minhas ideias, minha metodologia. O que procurei fazer nos treinos é chegar o mais próximo possível na realidade do jogo, para obedecer tudo aquilo que o futebol moderno pede hoje”, disse Alberto Valentim, sem, no entanto, revelar a escalação do time que enfrenta o Fluminense no domingo.

“Já tenho meu time na cabeça. Vamos treinar hoje e amanhã, mas na cabeça já está feito. O que a gente espera é que seja um time organizado taticamente, com força no ataque e na defesa, para conseguir fazer boa partida e vencer o Fluminense”, afirmou. “A ideia é aproveitar bem essa semana, até amanhã, para fazer um jogo de qualidade”.

O interino falou também sobre suas formações favoritas. “Contra o Corinthians nós Alternamos o 4-2-3-1 com o 4-4-2 com losango. Gosto muito do 4-2-3-1 também, ano passado usei esse desenho tático em todas as partidas que comandei. O importante não é só o desenho, é a equipe conseguir fazer tudo o que o futebol moderno pede”, analisou.

A tendência é que Alberto Valentim treine o Palmeiras somente contra o Fluminense, pois a chegada de Marcelo Oliveira já está quase sacramentada. Para a partida, ele espera para ver se contará com o meia Robinho, que está voltando de lesão, e Cleiton Xavier, que ainda não adquiriu a forma ideal.

O treinador de 40 anos treinou o Verdão como interino em duas oportunidades em 2014. Antes da chegada de Ricardo Gareca, ele disputou sete jogos, com quatro vitórias, um empate e duas derrotas.  Depois da saída do argentino, comandou a equipe em outra oportunidade, com derrota.