Alckmin confirma presença na abertura da Copa: “Não tenho medo de vaias”

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2014 09h44

"O texto foi alterado"Geraldo Alckmin

Atual governador de São Paulo e fortemente cotado para concorrer a reeleição, em outubro deste ano, Geraldo Alckmin marcou presença nos estúdios da Rádio Jovem Pan, nesta terça-feira. E, a nove dias de a capital paulista receber a abertura da Copa do Mundo, em Itaquera, o político confirmou que comparecerá ao duelo entre Brasil e Croácia, em 12 de junho, na Arena Corinthians.

“Se Deus quiser, estarei lá. Não tenho medo nenhum de ser vaiado. A Copa do Mundo é um evento mundial, muito bonito. O que a população não quer é dinheiro público em estádio. Quando optaram por fazer 12 sedes, era óbvio que não haveria verba privada para tudo. Nosso investimento em São Paulo foi apenas em infraestrutura, nada na Arena de Itaquera”, afirmou o membro do Partida da Social Democracia Brasileiro (PSDB).

Na abertura da última edição da Copa das Confederações, em 15de junho de 2013, a presidente Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores-PT) foi extremamente vaiada pelo público presente no Estádio Nacional de Brasília. Na ocasião, o País passava por seu principal momento de protestos, que ganharam notoriedade após aumento do valor das passagens de ônibus e se estenderam por todo território brasileiro.

Para evitar que o inconveniente seja repetido, o presidente da Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa), Joseph Blatter, já confirmou que ele e a mandatária brasileira não discursarão. Entretanto, a expectativa é de que novas manifestações sejam realizadas durante a próxima Copa do Mundo, que ocorre entre 12 de junho e 13 de julho deste ano, no Brasil.