Alegria de David Luiz e dúvidas na escalação marcam dia da seleção

  • Por Agencia EFE
  • 30/05/2014 20h34

Teresópolis, 30 mai (EFE).- A sexta-feira da seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis, foi marcada pela alegria de David Luiz, que pela primeira falou em entrevista sobre a transferência para o Paris Saint-Germain, mas também pelas dúvidas sobre a escalação do amistoso contra o Panamá, daqui quatro dias.

O Chelsea receberá cerca de 50 milhões de euros para liberar o defensor, valor que rendeu até um comentário bem-humorado: “o mundo tá ficando caro”. Até agora, David tinha se manifestado pelo Facebook, e na coletiva de hoje, admitiu que está vivendo um momento especial.

“É uma nova etapa, um novo projeto. Fui muito feliz no Chelsea, ganhei vários títulos, mas acho que o ciclo chegou ao fim. Agora é começar outro depois do Mundial. Tô muito feliz”, afirmou o futuro zagueiro do PSG.

O clima foi bastante descontraído na coletiva, que também teve o meia-atacante Willian. A conversa com os amigos e ex-companheiros de escolinha de futebol e seleção brasileira sub-20 teve muitas caretas e provocações.

David Luiz “impediu” o amigo de sair da sala de coletiva após o fim de sua participação. Além disso, cobrou ser incluído em lista dos atletas preferidos de Willian, que ainda teve Ronaldinho Gaúcho, Iniesta, Neymar e Cristiano Ronaldo.

O zagueirão também admitiu o lado “babá” das filhas do meia-atacante, já que Manuela e Valentina “mais riem do que choram” quando estão sob seus cuidados. Por outro lado, David Luiz “lamentou” que agora terá que conviver quase que diarimente com o “resmungão” Thiago Silva no PSG.

Os treinos de hoje foram voltados para a parte técnica na manhã, com ações ofensivas, e à tarde com foco no trabalho físico. Alguns jogadores ganharam “folga” para jogar futevôlei. Neymar fez a alegria das tietes ao tirar a camisa antes da atividade recreativa, fazendo a Granja Comary ser tomada por gritos histéricos.

A ausência de seis jogadores na atividade da tarde fizeram aumentar as especulações sobre quem será poupado no duelo com o Panamá, na terça-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Luiz Felipe Scolari já admitiu que ao menos quatro atletas ficarão de fora da partida.

Hoje, o goleiro Julio César, o zagueiro Thiago Silva, os laterais esquerdos Marcelo e Maxwell, o volante Fernandinho e o meia Oscar ficaram fora. O comandante da seleção ainda não anunciou quem serão os “folgados” no amistoso preparatório.

Quem visitou a seleção brasileira nesta sexta-feira foi o presidente da CBF, José Maria Marin, que viajou para Teresópolis acompanhado do vice e futuro mandatário da entidade, Marco Polo del Nero.

Em rápida reunião com os atletas, Marin reafirmou a confiança que tem no elenco e manteve a linha de otimismo que paira sobre a seleção, afirmando que a torcida não espera nada menos que o título mundial.

O momento mais tenso do dia acabou sendo a pancada que Daniel Alves deu em Bernard logo no início da movimentação da manhã. Com menos de cinco minutos de “bobinho”, a entrada do lateral do Barcelona fez Felipão suspender a atividade.

Amanhã e domingo, a seleção brasileira treinará apenas em um período, às 10h30 (horário de Brasília). A expectativa é que enfim sejam revelados os jogadores poupados para o duelo de terça-feira com os panamenhos, já que o próprio Felipão antecipou que ao menos quatro jogadores deverão ficar fora do jogo. EFE