Além da CBDA: confederações brasileiras tem presidentes “eternos”; confira a lista

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2017 18h08
Cartolas como Marco Aurélio de Sá

Preso nesta quinta-feira por suspeita de desviar recursos da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, o advogado Coaracy Nunes Filho, de 78 anos, dirige a entidade desde 1988. Ele é o cartola brasileiro há mais tempo no comando de uma confederação: 29 anos. O número impressiona, mas se comparado as outras confederações do País mostra que Coaracy não é o único dirigente a se “eternizar” no poder.

Entre as 30 confederações de esportes olímpicos no Brasil, três são comandadas pelos mesmos cartolas há mais de duas décadas e cinco possuem os mesmos presidentes há, no mínimo, 10 anos. A lista poderia ser maior se alguns dirigentes não tivessem aberto mão do cargo após denúncias de corrupção, caso de Ary Graça Filho, na CBV, que ficou 17 anos no poder, e Ricardo Teixeira, que comandou a CBF por 23 anos.

A Jovem Pan Online apresenta a lista dos cartolas e o respectivo tempo que estão no comando das confederações esportivas do Brasil. Confira:

João Tomasini Schwertner (Confederação Brasileira de Canoagem): 28 anos

Manoel Luiz Oliveira (Confederação Brasileira de Handebol): 25 anos

Alaor Gaspar Pinto Azevedo (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa): 21 anos

Vicente Fernando Blumenschein (Confederação Brasileira de Tiro com Arco): 18 anos

Carlos Alberto Machado Fróes (Confederação Brasileira de Triathlon): 18 anos

Stefano Adolfo Prado Arnhold (Confederação Brasileira de Desportos na Neve): 15 anos

Helio Meirelles Cardoso (Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno): 15 anos

José Luiz Vasconcellos (Confederação Brasileira de Ciclismo): 12 anos

Pedro Gama Filho (Confederação Brasileira de Lutas Associadas): 9 anos

Maria Luciene Cacho Resende (Confederação Brasileira de Ginástica): 8 anos

Francisco Ferraz de Carvalho (Confederação Brasileira de Badminton): 5 anos

Emilio de Souza Strapasson (Confederação Brasileira de Desportos no Gelo): 5 anos

Enrique Montero Dias (Confederação Brasileira de Levantamento de Peso): 5 anos

Edson Altino Pereira Júnior (Confederação Brasileira de Remo): 5 anos

Marco Aurélio de Sá Ribeiro (Confederação Brasileira de Vela): 4 anos

José Antônio Martins Fernandes (Confederação Brasileira de Atletismo): 4 anos

Mauro José da Silva (Confederação Brasileira de Boxe): 4 anos

Durval Luz Balen (Confederação Brasileira de Tiro Esportivo): 3 anos

Walter Pitombo Laranjeiras (Confederação Brasileira de Voleibol): 3 anos

Marco Polo Del Nero (Confederação Brasileira de Futebol): 3 anos

Rafael Bittencourt Westrupp (Confederação Brasileira de Tênis): 9 meses

Carlos Alberto de Carvalho (Confederação Brasileira de Taekwondo): 4 meses

Ronaldo Bittencourt Filho (Confederação Brasileira de Hipismo): 4 meses

Euclides Antônio Gusi (Confederação Brasileira de Golfe): 4 meses

Silvio Acacio Borges (Confederação Brasileira de Judô): 1 mês

Guy Rodrigues Peixoto Júnior (Confederação Brasileira de Basketball): 1 mês

Ricardo Pacheco Machado (Confederação Brasileira de Esgrima): 6 dias

Bruno Patrício Oliveira da Silva (Confederação Brasileira de Hóquei sobre Grama): 6 dias