Alemanha vence Estados Unidos e garante liderança; Ambos avançam

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2014 14h52
Germany's forward Thomas Mueller (3rd R) is congratulated by teammates after scoring their first goal during a Group G football match between US and Germany at the Pernambuco Arena in Recife during the 2014 FIFA World Cup on June 26, 2014. AFP PHOTO / NELSON ALMEIDAConfira imagens do duelo entre Alemanha e Estados Unidos

Uma das principais candidatas ao título desta edição da Copa do Mundo, a Alemanha está garantida nas oitavas de final. Nesta quinta-feira, a seleção germânica triunfou por 1 a 0 sobre os Estados Unidos, na Arena Pernambuco, e assegurou a liderança do Grupo G. O time norte-americano, mesmo derrotado, também avançou para próxima fase da competição realizada em território brasileiro.

Contando com o meio-campista Bastian Schweinsteiger pela primeira vez entre os titulares nesta Copa, a equipe comandada pelo treinador Joachim Low conseguiu abrir o placar apenas na etapa complementar. Aos nove minutos, Mertesacker cabeceou e o goleiro Tim Howard fez defesa parcial. No rebote, Muller completou, balançou as redes e se igualou ao brasileiro Neymar e ao argentino Lionel Messi na lista de artilheiros do torneio, com quatro gols.

Com este resultado, a equipe europeia se isolou na liderança do Grupo G, com sete pontos, e avançou na primeira colocação. Na vice-liderança, com quatro pontos, os Estados Unidos também passou de fase. Já Portugal, que venceu Gana por 2 a 1, chegou aos quatro pontos, mas ficou em desvantagem no critério de desempate de saldo de gols. Os africanos, com um ponto, encerraram a chave.

Agora, a seleção tricampeã volta a entrar em campo na próxima segunda-feira, às 17 horas (de Brasília), no Estádio Beira-Rio, quando mede forças com quem ficar na segunda colocação do Grupo H. A classificação da chave rival mostra Bélgica (seis pontos), Argélia (três pontos), Rússia (um ponto) e Coreia do Sul (um ponto). Os Estados Unidos, por sua vez, duelam com o líder do Grupo H.

O jogo: Após a seleção alemã encontrar dificuldades para empatar por 2 a 2 com Gana na última rodada, o treinador Joachim Low tentou resolver os problemas da equipe e entrou em campo com algumas alterações nesta quinta-feira. Recuperado de problemas físicos, o volante Bastian Schweinsteiger foi escalado no lugar de Sami Khedira, formando dupla com Philipp Lahm. Mais à frente, Lukas Podolski entrou na vaga de Mario Gotze.

Mesmo com as mudanças no meio-campo, a equipe germânica optou por tentar grande parte de suas jogadas pelas laterais do campo, principalmente pelo lado direito. Entretanto, os lances acabavam não fluindo com naturalidade, pois o zagueiro Jérôme Boateng mais uma vez atuou como lateral e mostrava deficiência no momento de dar assistência final.

Já os Estados Unidos, como de costume, tinha desempenho bastante disciplinado no setor defensivo e apostava em contra-ataque para chegar ao gol adversário. Atacante em outras edições da Copa, o agora lateral esquerdo DaMarcus Beasley pouco subia ao campo ofensivo, dando prioridade a marcação sobre o meio-campista Mesut Ozil e ao atacante Thomas Muller.

Durante o primeiro tempo, a Alemanha controlou a posse de bola (60%) e trocou 174 passes a mais (374 a 200) do que o time norte-americano. O desempenho, porém, não foi suficiente para abrir o placar na Arena Pernambuco, que sofreu com a forte chuva que caiu em Recife desde esta quarta-feira.

Na volta para etapa complementar, Low tirou Podolski e promoveu entrada do centroavante Miroslav Klose. Logo aos seis minutos, o experiente atleta, de 36 anos, teve sua primeira oportunidade de se isolar na liderança da lista de maiores artilheiros da história da Copa. Após cruzamento de Schweinsteiger, o atacante subiu e, de cabeça, desviou para fora.

Com a entrada de Klose, o time europeu mudou seu estilo de jogo e parou de apostar tanto em lances pelas laterais. E, aos nove minutos, finalmente abriu o placar. Depois de cobrança de escanteio, o zagueiro Mertesacker cabeceou e o goleiro Tim Howard fez defesa parcial. No rebote, Thomas Muller, da entrada da área, chutou de perna direita e colocou os germânicos em vantagem.

Depois de abrir o placar, a equipe comandada por Joachim Low diminuiu seu ímpeto ofensivo. O treinador percebeu a queda de rendimento e colocou Mario Gotze na vaga de Schweinsteiger. A partida, contudo, segue em ritmo mais lento e terminou com triunfo por 1 a 0 dos europeus.