Alex e Robinho ganham placa por golaços sobre o São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2015 18h12
SÃO PAULO,SP,27.03.2015:COLETIVA-JOGADOR-ALEX-PALMEIRAS - Os jogadores Robinho e Alex recebem placa do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre durante a coletiva de imprensa no CT do Palmeiras na Barra Funda em São Paulo, SP, nesta sexta-feira (27). O atleta participará de uma partida de despedida no próximo sábado (28), no estádio Arena Palmeiras. (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Folhapress)Alex e Robinho marcaram a história do Palmeiras com golaços sobre Rogério Ceni

Apesar de estar contente com o futebol apresentado por Robinho, o palmeirense sabe que ele não é exatamente um novo Alex. Mas isso não o impede de ver semelhanças entre os dois meias, que fizeram sucesso no Coritiba antes de chegar ao alviverde e fizeram a torcida delirar com gols em cima de Rogério Ceni. Nesta sexta-feira (27), na entrevista coletiva de Alex, os dois receberam uma placa do presidente Paulo Nobre por seus feitos.

“A Sociedade Esportiva Palmeiras entende que um clube só é grande porque tem história. Reconhecer seus ídolos é uma coisa fundamental. O Alex foi um garoto de 19 anos que veio para o Palmeiras em plena era Parmalat, quando isso aqui era uma constelação”, disse o mandatário do Verdão, antes de relembrar o icônico gol do ex-meia contra o São Paulo, em 2002.

“Ele tem uma jogada específica, um gol que marcou, que não levou a um título, mas foi comemorado como se fosse. Aquele gol maravilhoso contra o São Paulo, com um monte de chapéus. O Palmeiras gostaria de eternizar aquele gol em uma placa. Isso é a vontade de todo palmeirense. E nada mais justo que um jogador que ele já falou várias vezes que seria seu substituto, entregar essa placa. É o Robinho”, frisou Nobre, antes de o meio-campista do Palmeiras entregar a placa comemorativa a Alex.

Depois, foi a vez do ídolo entregar uma placa a seu pupilo em homenagem ao gol do meio de campo marcado em cima de Rogério Ceni na quarta-feira (25), no Allianz Parque. “O Robinho é um amigo. Via o sacrifício que ele fazia no Coritiba e o que está fazendo aqui. Não o vejo como novo Alex, não o vejo como substituto do Valdivia, não o vejo como o principal jogador do Palmeiras hoje. É alguém que quer dar um futuro para a família e está trabalhando”, elogiou Alex.