Alonso lidera ranking de salários da F1; apesar do aumento, Massa é 10º

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2017 12h38
Fernando Alonso espera por um desempenho melhor em Interlagos

A temporada de Fernando Alonso novamente não foi uma das melhores, mas de salário o piloto não pode reclamar. Segundo dados da revista alemã Motorsport Total, o piloto da McLaren tem a maior folha salarial da Fórmula 1: 18,7 milhões de euros por ano. Os valores correspondem somente a pagamentos e não incluem bônus e contratos publicitários.

O valor é igual ao recebido pelo atual vice-campeão da temporada de 2016, Lewis Hamilton. O seu novo companheiro na Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas, chega a equipe alemã com o oitavo maior salário da principal categoria do automobilismo, com 5,6 milhões de euros na conta por ano.

Felipe Massa, que retornou à Williams após poucas semanas de aposentadoria das pistas, volta à Formula 1 como o 10º piloto mais bem pago, com 4,7 milhões de pagamento anual.

Em comparação com o que recebia na última temporada, o piloto brasileiro teve um bom aumento. Em 2016, Massa tinha o oitavo melhor salário e recebeu 4 milhões da Williams. Agora ganha 700 mil euros a mais. 

Até a menor folha salarial já é bem superior a do ano passado. Em 2016, Felipe Nasr, então na Sauber, recebia 170 mil euros. Hoje, o piloto com o salário mais “curto” também é da Sauber, mas o estreante Pascal Wehrlein já chega na Fórmula 1 com 470 mil euros na conta.

Veja o ranking de salários da temporada de 2017:

1. Fernando Alonso – McLaren: 18,7 milhões de euros
1. Lewis Hamilton – Mercedes: 18,7 milhões
3. Sebastian Vettel – Ferrari: 14,1 milhões
4. Daniel Ricciardo – Red Bull: 11,3 milhões
5. Nico Hülkenberg – Renault: 9,4 milhões
6. Max Verstappen – Red Bull: 6,6 milhões
6. Romain Grosjean – Haas: 6,6 milhões
8. Valtteri Bottas – Mercedes: 5,6 milhões
8. Kimi Räikkonen – Ferrari: 5,6 milhões
10. Sergio Pérez – Force India: 4,7 milhões
10. Felipe Massa – Williams: 4,7 milhões
12. Stoffel Vandoorne – McLaren: 2,8 milhões
13. Esteban Ocon – Force India: 1,9 milhões
14. Kevin Magnussen – Haas: 1,4 milhões
14. Carlos Sainz – Toro Rosso: 1,4 milhões
16. Jolyon Palmer – Renault: 940 mil
17. Lance Stroll – Williams: 940 mil
18. Daniil Kvyat – Toro Rosso: 940 mil
19. Marcus Ericsson – Sauber: 940 mil
20. Pascal Wehrlein – Sauber: 470 mil