Alonso projeta evolução da Ferrari na Espanha, mas descarta igualar Mercedes

  • Por Jovem Pan
  • 08/05/2014 12h45
Hamilton e Alonso

Terceiro colocado no Mundial de Pilotos de Fórmula 1 desta temporada, Fernando Alonso tem conseguido tirar o máximo de desempenho do carro da Ferrari neste ano. Entretanto, o bicampeão segue insatisfeito com o nível do bólido da escuderia italiana e espera por evolução no Grande Prêmio da Espanha, que ocorre neste domingo.  

“Trouxemos algumas melhorias para esta corrida. Tivemos três semanas desde o último Grande Prêmio (China, em 20 de abril) para reavaliar algumas coisas e trazer novas peças. Espero ter um carro um pouco mais rápido. Eu e Kimi Raikkonen passamos alguns dias no simulador”, afirmou o espanhol, citando seu companheiro de equipe finlandês.

Após conquistar a quarta colocação nas duas primeiras corridas deste ano (Austrália e Malásia) e ficar apenas na nona posição no Bahrein, Alonso alcançou seu melhor resultado no ano ao completar o GP da China na terceira colocação. O desempenho até aqui, porém, está longe de ser parecido com o da Mercedes, que triunfou nas quatro etapas disputadas em 2014, sendo a primeira com o alemão Nico Rosberg e as últimas três com o inglês Lewis Hamilton.

“Teremos novidades no carro em todas as corridas, assim como fizemos em outros anos. O que acontece nesta temporada é que estamos muito longe da Mercedes, que está dominando todas as corridas.

Atualmente, o bicampeão está na terceira colocação na tabela de classificação, com 41 pontos. Rosberg, com 79 pontos,e Hamilton, com 75 pontos, aparecem como principais candidatos ao título do Mundial deste ano. Único brasileiro da categoria, Felipe Massa, da Williams, foi atrapalhado por alguns problemas nas corridas anteriores e figura apenas na 11ª posição, com 12 pontos.

O primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Espanha ocorre nesta sexta-feira, às 5 horas (de Brasília). O treino classificatório no Circuito Internacional da Catalunha está programado para este sábado, às 9 horas (de Brasília), mesmo horário em que a corrida será disputada neste domingo.

“Tomara que possamos chegar ao pódio em Barcelona, mas não acredito que tenhamos que partir com um objetivo tão alto”, encerrou o bicampeão mundial, que já triunfou duas vezes na Catalunha (2006 e 2013).