Alvo de ataques racistas, Dante lamenta recorrência: “pessoas de má fé”

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2015 17h31
Dante conduz a bola no treino da Seleção Brasileira na Granja Comary, 1 de Junho de 2014. MÁRIO FARACHE/ MOWA PRESSDante participa de coletivo em Teresópolis

Dante foi mais um alvo de ataques racistas nas redes sociais. Neste sábado (07), um internauta fez uma convocação para que o perfil do Twitter do zagueiro do Wolfsburg fosse atacado com ofensas raciais e xingamentos, alegando que o jogador entregou a Copa de 2014, em alusão ao 7 a 1 sofrido pela Seleção Brasileira contra a Alemanha.

Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, Dante comentou que ficou muito surpreso, e alertou para a recorrência de situações como esta. “Estou morando na Europa há muito tempo, quase 13 anos, e nunca sofri racismo, sempre me trataram com respeito”, contou.

A hashtag #MacacoFodeuACopa apareceu diversas vezes na rede social do atleta, que também relembrou a ameaça sofrida por Michel Bastos. O meia do São Paulo foi chamado de “macaco” e “negro safado” em uma postagem no Instagram, e disse que irá processar a autora das ofensas.

O zagueiro, porém, disse que ainda não parou para pensar na possibilidade de procurar os responsáveis, mas fica triste pela frequência dos casos. “É preocupante, pois acaba sendo um mau exemplo para as crianças e adolescentes que veem isso na internet. Espero que saibam que é má fé, e que não deve ser seguido”.

Dante ainda ressaltou que se preocupou com a família, em saber como todos estavam, pois “são pessoas que me amam e sofrem com essas coisas que acontecem”.

Além da ofensa racista, a alegação de que o jogador teria entregue o jogo contra a Alemanha na Copa do Mundo também incomodou Dante. Na Alemanha desde 2009, ele explicou que alguns colegas do Bayern de Munique (onde atuou até o começo deste ano) e agora do Wolfsburg chegaram a brincar com o 7 a 1, mas que a situação faz parte do passado e pediu para eles pouparem as provocações.

“Falei que não fazia bem escutar, fui sincero e eles respeitaram a opinião. Eles não são de ficar curtindo com essas coisas, mas acharam que eu levaria na brincadeira. Mas não tem como, é uma ferida muito grande na carreira de todos nós”, disse.