Amante do jiu-jitsu, Durinho promete “apertar o pescoço” de russo no UFC

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2015 19h41
Carioca de Niterói

Gilbert Alexander Burns tem nome de gringo, mas o apelido “Durinho” entrega que se trata de um brasileiro, carioca de Niterói. Com 10 vitórias em 10 lutas no UFC, ele tem a oportunidade de defender seu país lutando em São Paulo, no UFC Henderson x Belfort 3, no dia 7 de novembro. A luta, pelos pesos leves, será contra o russo Rashid Magomedov.

“Toda luta é difícil, ele é um cara muito bom, está vindo de vitórias, assim como eu, e acho que é uma luta muito dura, tanto para mim quanto para ele. Estou muito bem preparado, ainda mais em casa, e vou com tudo para a vitória. Jiu-jitsu nele, vamos pegar aquelas costas e apertar aquele pescoço”, disse Gilbert em entrevista ao repórter André Ranieri, da Rádio Jovem Pan. Uma das motivações é a vontade de derrotar um adversário que venceu dois brasileiros em suas últimas lutas – Rodrigo Damm e Elias Silvério.

“(Quero vencer) Ainda mais no Brasil. Acabou! Os russos são caras muito duros, estão vindo com uma força muito grande no MMA, mas no Brasil temos campeões, e eu quero manter essa hegemonia brasileira”, afirmou. Para isso, ele conta com o jiu-jitsu, arte marcial que o Brasil domina. “O jiu-jitsu é o nosso forte, é o meu carro chefe, e eu vou estar demonstrando um jiu-jitsu de alto nível, quero finalizar e mostrar minha evolução. Quero me firmar como um dos principais representantes do jiu-jitsu no UFC”.

O objetivo de Durinho é vencer bem o combate e subir no ranking dos pesos leves. “Foi isso que me falaram quando eu aceitei a luta, que eu poderia chegar entre os 15 primeiros do ranking. Mas depende muito, depende de como for a luta, se for uma finalização, que eu dominei desde o começo… Mas eu espero subir no ranking, procurando chegar entre os tops”, disse.

Para mostrar o quanto está preparado para a missão, o brasileiro usa palavras fortes. “Estou preparado para a guerra, meu irmão, estou preparado para três russos fortemente armados. Estou treinando muito, fazendo treino de alto nível, estou muito preparado, vou puxar pela parte em que fico mais confortável na luta, mas estou treinando tudo. Vou preparado para a vitória, onde ela estiver eu vou buscar ela”.

Sobre a luta da noite, a revanche entre Vítor Belfort e Dan Henderson, Gilbert acredita na vitória do brasileiro. “O Vítor está muito motivado e bem preparado para esta luta. Ele está vindo de derrota numa disputa de cinturão, então ele está treinando bastante. Eu estou bem confiante, acho que o Vítor aprendeu bastante com essa última luta, corrigiu muitas falhas no jogo dele e está vindo com tudo. Vai ser uma luta dura, o Dan Henderson é um cara guerreiro também, é uma lenda do esporte, mas eu aposto numa vitória do Vítor, até o segundo ou terceiro round ele acaba com a luta”, concluiu.