Amante do Palmeiras, Leivinha acredita no trabalho de Ricardo Gareca

  • Por Felipe Motta
  • 17/08/2014 14h07

O ex-meia Leivinha falou sobre o elenco atual do Palmeiras Folhapress Leivinha

Um dos maiores ídolos da história do Palmeiras, Leivinha concedeu entrevista à Rádio Jovem Pan e falou sobre alguns aspectos do clube atualmente, entre eles a contratação do técnico Ricardo Gareca e sobre a equipe atual do Verdão.

Para o ex-meia, o comandante argentino está fazendo um bom trabalho, apesar do elenco limitado.

“No início de uma competição, deveria ser contratado um novo treinador. Tem aquela fase de adaptação que é normal, a gente tem que esperar”, disse o ídolo. “Eu acredito no Gareca porquer o Palmeiras é um time que, mesmo sem um grande elenco, a gente vê um padrão tático, a mão do Gareca”, prosseguiu.

Leivinha também falou sobre Valdivia, que foi reintegrado ao clube depois da fracassada negociação com o Al Fujairah, dos Emirados Árabes, e disse que o chileno tem qualidade, mas peca em termos de sequência de jogo.

“Seria bom se ele pudesse manter a regularidade e jogar sempre, porque futebol ele tem, mas infelizmente isso não acontece. O público o adora por causa de sua primeira fase no Palmeiras, que foi excepcional, mas eu prefiro jogador com regularidade”, observou.

O ex-jogador do Palmeiras também frisou que não dá para comparar o futebol dos dias atuais com o de antigamente, pois a relação dos jogadores com o clube é, naturalmente, diferente.

“Na verdade, é completamente diferente analisar o futebol de antigamente com o futebol de hoje, antes tinha a lei do passe, o jogador ficava mais tempo no seu clube e criava raízes. Antigamente você era escravo do clube, agora é o inverso. Você não pode nem julgar o jogador”, falou.

Leivinha, ao ser questionado sobre o tratamento que o Palmeiras dá aos seus ex-jogadores, disse que não se importa muito com isso e exaltou seu amor pelo clube de Palestra Itália.

Há dirigentes que lembrar, há outros que não. Para mim não tem importância isso. A verdade é que eu amo a Sociedade Esportiva Palmeiras e fico muito feliz de ter contribuído com a história do clube. É o time que eu gosto, que eu amo e, pode estar numa fase boa ou ruim, eu sempre vou ser palmeirense”, pontuou.

Leivinha também rasgou elogios ao novo estádio do Palmeiras. “Eu já fui lá (na Arena), achei maravilhosa e fico muito feliz. Toda equipe grande com uma história como a do Palmeiras merece ter uma arena desse nível. Torcemos para que o Palmeiras volte a ser uma equipe competitiva e volte a disputar pelos primeiros lugares”, observou.

Por fim, o ex-jogador, que também vestiu as camisas do Atlético de Madrid e do São Paulo, falou de seu sobrinho, o volante Lucas Leiva, e disse que o jovem merece ter outra chance na Seleção Brasileira, depois de não ter ido para a Copa do Mundo.

“Ele tem uma força de vontade, é um garoto maravilhoso. Pode ter certeza, qualquer treinador gostaria de ter em seu clube um jogador como ele. Há necessidade de jogadores que segurem o rojão ali atrás. Tenho certeza absoluta que, nas próximas convocações, ele vai ter sua oportunidade”, finalizou Leivinha.