América-MG 1 x 0 São Paulo: “São Paulo faz campanha de rebaixado”, afirma Bruno Prado

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 31/10/2016 22h23
MG - BRASILEIRÃO/AMÉRICA-MG X SÃO PAULO - ESPORTES - Comemoração do gol de Michael, do América-MG, em partida contra o São Paulo, válida pelo Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), nesta segunda feira (31). 31/10/2016 - Foto: ANTILDES BICALHO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMichael comemora o gol da vitória do América-MG sobre o São Paulo

O São Paulo lutou até o fim, mas acabou perdendo para o América-MG por 1 a 0, nesta segunda-feira em Belo Horizonte, e mais uma vez na temporada não conseguiu alcançar sua terceira vitória seguida. O resultado evidencia a irregularidade do time no ano e frustra o torcedor que achava que o time poderia chegar no G6 do Brasileirão. O São Paulo ficou na 12ª posição, com 42 pontos. Já o América-MG está em 19º lugar, com 27 pontos.

A derrota foi a primeira do tricolor na história do confronto e a primeira de David Neres na equipe. Em sua terceira partida como profissional, ele vinha de duas vitórias. Mas no Independência, teve uma atuação ruim e desperdiçou as três boas chances que teve para marcar. Em todas o goleiro João Ricardo levou a melhor. Agora, o time já volta suas fichas para o clássico com o Corinthians, no sábado.

Mesmo fora de casa, o São Paulo começou pressionando, embalado por duas vitórias no campeonato, ainda mais porque enfrentava um dos times com pior campanha no torneio. E logo de cara, o goleiro João Ricardo fez a diferença, salvando chutes de Chavez e David Neres, evitando o gol dos visitantes.

O domínio era nítido, com alta porcentagem de posse de bola, mas aos poucos o América-MG foi crescendo na partida. E quando o São Paulo menos esperava, os mineiros fizeram o gol: Wesley tentou uma jogada pela ponta no ataque, mas perdeu a bola, que foi lançada rapidamente para Michael. O atacante ganhou de Maicon na corrida e antes da chegada de Rodrigo Caio, chutou forte, surpreendendo Denis.

A partir daí, o São Paulo sentiu o golpe e já não conseguia mais articular boas jogadas. Errava muitos passes no meio e faltava alguém para participar mais ativamente da criação das jogadas. Teve até uma grande chance com David Neres, mas o garoto cabeceou para fora, desperdiçando a oportunidade de empatar o duelo.

Na etapa final, o América-MG ficou acuado, se defendendo como podia. Já não tinha muito interesse em atacar e preferiu ficar compactado na defesa, evitando riscos desnecessários. Mas o São Paulo não conseguia furar o bloqueio e pouco incomodava o gol do time mineiro. E quando fazia isso, o goleiro João Ricardo mostrava-se atento.

Chavez ate teve uma boa chance, em um cruzamento de Mena pela esquerda, mas mandou para fora. David Neres também teve grande oportunidade, em posição irregular, mas o goleiro do América-MG defendeu novamente. E se com a bola no chão não dava, as jogadas de perigo surgiam pelo alto, na bola parada, principalmente com Rodrigo Caio. Só que o zagueiro não acertou a mira e viu sua equipe ser derrotada em Belo Horizonte.

Opinião da Jovem Pan

Para o comentarista da Jovem Pan, Bruno Prado, a atuação do São Paulo diante do América-MG resume bem o time na temporada. “O São Paulo repetiu a maioria de suas atuações no ano. Teve posse de bola, mas pouco finalizou. Chegou com pouco perigo ao gol do América-MG. O São Paulo de hoje foi o reflexo do time no ano e não conseguiu ser melhor que o América, que passou quase todo o campeonato na lanterna”.

Sobre o gol da vitória dos mineiros sobre o São Paulo, Bruno Prado diz que a falha não foi apenas de Dênis. “O goleiro foi mal no lance do gol, mas futebol é coletivo. Ele não foi o único a errar. Começou com o Wesley, que perdeu a bola na frente, passou pelo Maicon, que não conseguiu cortar o lançamento e acabou com o Dênis, mal posicionado. No jogo em si, o time todo não foi bem”, completa.

Segundo o comentarista da Jovem Pan, apesar de mais uma derrota no Brasileirão e da proximidade com a degola, o São Paulo não deve ser rebaixado. “Acho difícil o São Paulo cair no Campeonato Brasileiro, mas faz campanha de time rebaixado. A sorte do São Paulo é que tem mais times para cair do que número de vagas”, afirma Bruno Prado.