Anderson Silva alegará uso de viagra contaminado em defesa do doping

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2015 08h46
Anderson Silva supera Nick Diaz no UFC 183

Prestes a apresentar sua defesa à Comissão Atlética de Nevada sobre as acusações de doping, Anderson Silva tem uma justificativa que pode explicar os exames positivos para substâncias proibidas na luta contra Nick Diaz em 31 de janeiro, pelo UFC 183. Na noite desta terça-feira (11), o site Combate teve acesso e divulgou a resposta que a defesa do Spider enviou à NAC, e a explicação do brasileiro é no mínimo inusitada.

De acordo com o Combate, Anderson segue negando o uso proposital das substâncias drostanolona e androsterona, mas admite o consumo de ansiolíticos na véspera da luta, para conter ansiedade e insônia.

Além disso, a defesa do ex-campeão dos médios do UFC também afirma que as outras substâncias proibidas encontradas no antidoping de Anderson são de complementos que estavam contaminados. Uma dessas substâncias seria para “melhorar a performance sexual”.

A defesa de Anderson Silva será apresentada na próxima quinta-feira (13), na Comissão Atlético de Nevada. Desde que teve os resultados do exame antidoping divulgados, no início de fevereiro, o brasileiro está afastado do UFC.