Anderson Silva pega pena máxima e ficará um ano afastado do octógono

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2015 18h56
Anderson Silva preferiu não responder as provocações de Nick DiazEm entrevista

O julgamento do lutador Anderson Silva por conta do caso de doping na luta contra Nick Díaz, no UFC 183, foi realizado na tarde desta quinta-feira (13) em Las Vegas, Estados Unidos. O resultado foi o pior possível para o Spider: a NAC (Comissão Atlética de Nevada) aplicou a pena máxima de um ano de suspensão.

Além disso, a luta contra Díaz, vencida pelo brasileiro em janeiro, vai ser registrada como “No contest” (sem resultado). A punição ainda inclui uma multa de 30% sobre o valor da bolsa de US$ 600 mil e todo o bônus de US$ 200 mil pela vitória.

Anderson Silva só poderá voltar a lutar em 1º de fevereiro de 2016. Para poder competir, terá de apresentar um exame antidoping que mostre que está “limpo”, ou seja, que não contém nenhuma substância irregular em seu corpo.

A audiência que definiu a punição de Spider foi marcada por diversas gafes e confusões, especialmente por conta da tradução de certas falas dos participantes. O lutador alegou inocência no caso e disse que tomou ansiolíticos contra insônia. Sobre algumas das substâncias encontradas em seu sangue, drostanolona e androsterona, alegou que seu uso não foi intencional. A respeito de outras, disse que estavam em um estimulante sexual da Tailândia que recebeu de um amigo.