Andrés sonha com presidência da CBF e sugere carnê para São Paulo comprar Pato

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2015 10h03
SÃO PAULO, SP, BRASIL, 20-02-2013, 16h16: O ex-diretor de futebol da CBF. Andres Sanchez, posa para foto, em bar de São Paulo (SP). (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress, Esportes)Em entrevista

A presidência da CBF ainda é um sonho de Andrés Sanchez. Em entrevista ao jornal Diário de S.Paulo, na edição deste domingo (27), o ex-presidente do Corinthians, hoje deputado federal, afirmou que não pretende seguir na política e destacou que tem como objetivo chegar ao comando da entidade máxima do futebol brasileiro.

“Deputado, nunca mais. Até porque sou contra a reeleição. Não digo que me arrependo de ter me candidatado, mas ficarei quatro anos e acabou”, afirmou o ex-presidente alvinegro que destacou um novo objetivo. “A presidência da CBF é uma coisa que me agrada. É o meu projeto. Há muita coisa errada e bastante coisa para se mudar. E a mudança não passa só por coisa física e em campo, mas pela estrutura política”, completou.

Influente no Corinthians, Andrés comentou a situação do atacante Alexandre Pato e destacou o desejo de vender o atacante. O ex-presidente ainda ironizou dizendo que, caso não seja vendido e retorne ao Timão, o atacante pode ser emprestado ao Bragantino, com quem o Corinthians mantém parceria.

“Queremos 10 milhões de euros. Se não der para vender e o Pato voltar, a gente empresta para o Bragantino”, comentou Andrés.

O cartola ainda destacou gosta da ideia de vender Pato ao São Paulo, mas que para isso o tricolor teria que abrir o bolso e para isso sugere até uma medida criativa: “é claro que topo. É só o São Paulo pagar R$ 30 milhões. A gente ainda faz um carnê das Casas Bahia, com várias parcelas. Só não dá para emprestar de novo”, afirmou.