Antes do Rio-2016, judô fará treinamentos em Paris e terá base em Mangaratiba

  • Por Agência Estado
  • 28/12/2015 17h32
Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, 2007: Judô: O judoca brasileiro Tiago Camilo festeja após conquistar a medalha de ouro na categoria até 90 kg, no Pan-Americano do Rio de Janeiro (RJ). (Rio de Janeiro (RJ). 20.07.2007. Foto de Eduardo Knapp/Folhapress) Rubens Cavallari/Folhapress Tiago Camilo é um dos atletas mais experientes da equipe de judô

O judô brasileiro já tem todo o planejamento traçado para 2016, o que inclui uma série de campings de treinamento antes dos Jogos Olímpicos do Rio. O calendário divulgado pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) inclui cinco itens nomeados “treinamentos de campo internacionais”. Além disso, serão mais cinco treinamentos nacionais, em Pindamonhangaba (SP) e Lauro de Freitas (BA).

O primeiro desses treinamentos que aparecem como “nacionais” no calendário da CBJ começa já no próximo dia 6 de janeiro, em Pindamonhangaba. Além de 62 brasileiros convocados, também estarão no interior de São Paulo, entre outros, 27 russos e 25 judocas do Azerbaijão. 

“Nós vamos juntar o útil ao agradável. Vai ser bom para os atletas do Leste Europeu que querem se adaptar ao clima do Brasil e para nós porque não é uma escola com a qual estamos treinando sempre e que precisa ser estudada”, explica o gestor de alto rendimento da CBJ, Ney Wilson.

Ainda sem definição dos convocados, a seleção ainda treina em Paris (França, após o Grand Slam que ocorre lá em fevereiro), no Rio (março, após o evento-teste), Tbilisi (Geórgia, depois do Grand Prix local, em março), novamente Paris (só o time feminino, em junho) e Castelldefels (Espanha, por 10 dias em junho).

Os treinamentos nacionais, que deverão contar com maior número de atletas brasileiros, serão em Pindamonhangaba (maio, antes do Masters) e Lauro de Freitas (junho). Depois, a seleção volta para essas duas cidades em julho.

A aclimatação para o Rio-2016 vai ser realizada em um resort em Mangaratiba, no litoral do Rio, a partir de 24 de julho. Os judocas irão ao Rio apenas dois dias antes de competirem nos Jogos Olímpicos, que começam em 4 de agosto. 

Por conta do ranking olímpico, boa parte dos eventos internacionais que costumam ocorrer no segundo semestre foram antecipados, de forma que 15 torneios serão disputados antes do Rio-2016, a começar pelo Grand Prix de Havana (Cuba), já de 22 a 24 de janeiro. Antes do Campeonato Pan-Americano, em abril, os convocados treinam em Lauro de Freitas.