Antes interino, Leco vence eleição e é o novo presidente do São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2015 21h51
SÃO PAULO, SP, 27.10.2015 - ELEIÇÃO-SPFC. O Presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo Futebol Clube e candidato a presidência do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, durante reunião para a eleição do novo presidente do clube, no Estádio do Morumbi, na noite desta terça-feira, 27. (Foto: Adriana Spaca/Brazil Photo Press/Folhapress)Em eleição convocada às pressas

Carlos Augusto de Barros e Silva, mais conhecido como Leco, é oficialmente o novo presidente do São Paulo. Interino na presidência do clube desde a renúncia de Carlos Miguel Aidar no dia 13 de outubro, Leco venceu Newton Luiz Ferreira por 138 a 36 e foi escolhido pelos conselheiros em eleição realizada na noite desta terça-feira (27).

A votação no Tricolor aconteceu depois que o clube conseguiu, durante a tarde desta terça, derrubar a liminar conquistada pelos opositores e que impedia a realização do pleito apenas 14 dias após a renúncia de Aidar por supostamente favorecerem o presidente interino. Os 240 conselheiros foram então convocados e 193 compareceram para votar – 19 deles votaram em branco.

Desde o começo da eleição, muitos já apontavam Leco como o grande favorito, mesmo aqueles que votaram em seu concorrente. Pouco tempo antes do anúncio final, o clima já era de vitória por parte do então presidente interino, que agora ocupará o cargo de maneira oficial até 2017.

Leco é advogado e tem 75 anos de idade. Há dois anos, era o favorito para ser indicado por Juvenal Juvêncio para concorrer à sucessão na presidência do São Paulo. No entanto, o escolhido à época foi o próprio Aidar, que acabou renunciando depois de acusações de corrupção na gestão do clube. Presidir o Tricolor sempre foi um sonho de Leco. Quando ele assumiu como interino no dia 14, disse estar recebendo “a presidência das mãos de quem me tirou ela lá atrás”.

Agora oficialmente presidente, Leco deve manter Ataíde Gil Guerreiro como vice-presidente de futebol, cargo que ocupou durante a administração de Aidar até ser o pivô da renúncia do ex-dirigente. Outros membros da nova diretoria já estão definidos, como foi adiantado pelo Jovem Pan Online nesta terça-feira.