Após 3 tempos de prorrogação, Spurs caem em casa diante dos Grizzlies

  • Por EFE
  • 18/12/2014 06h07
Grizzilies superam Spurs foram de casa

O pivô espanhol Marc Gasol voltou a ser o principal nome do Memphis Grizzlies que, após três tempos de prorrogação, conseguiu vencer nesta quarta-feira, por 117 a 116, o San Antonio Spurs, de Tiago Splitter e atual campeão de liga, na arena texana do AT&T Center.

O duelo entre as equipes da Conferência Oeste foi parecido com um jogo de playoff. Depois de um início ruim dos Spurs, os Grizzlies conseguiram abrir uma vantagem de 23 pontos (44 a 21) no segundo quarto, mas acabaram cedendo espaços para o time texano, que teve a chance de matar a partida em duas ocasiões, no final do tempo regulamentar e na primeira prorrogação.

O Spurs não aproveitaram essas duas oportunidades e os Grizzlies se mantiveram na partida graças a duas cestas decisivas de Gasol, uma de três pontos no estouro do cronômetro, no final do quarto período, e outra de dois no final da primeira prorrogação.

A vitória do time de Tennesse veio no terceiro tempo extra, após excelente atuação do ala-pivô Zach Randolph, que converteu seis de seus 21 pontos nesse período.

Além das cestas salvadoras, Gasol foi o cestinha do duelo com 26 pontos e também anotou nove rebotes e duas assistências. Já Randolph chegou a um double-double ao pegar 21 rebotes, sua melhor marca da temporada.

Junto a eles, o veterano ala-armador Vince Carter conseguiu 18 pontos, com direito a cinco cestas de três em nove tentativas. O pivô greco-americano Kosta Koufos veio em seguida com 16 pontos, enquanto o armador Mike Conley ficou perto de um triple-double ao fornecer 14 pontos, 10 assistências e oito rebotes.

Apesar do início ruim, os Spurs conseguiram uma excelente recuperação e quase saíram com a vitória no tempo regulamentar, se o veterano Tim Duncan não tivesse errado o primeiro de dois lances livres, a 25 segundos do fim, que deixou a parcial em 89 a 86 para os anfitriões.

Conley respondeu para o Memphis com uma cesta de três faltando sete segundos, mas Danny Green, cestinha dos Spurs com 25, devolveu na mesma moeda, desempatando a partida para o time da casa (92 a 89).

A torcida texana já comemorava a vitória dos Spurs, até que Gasol marcou uma cesta de três no estouro da campainha (92 a 92), forçando o jogo para a prorrogação, onde a história se repetiu (102 a 102).

No segundo tempo extra, foi a vez de Duncan dar o troco, também no estouro do relógio, com uma cesta de dois pontos que empatou novamente a partida (111 a 111). No entanto, a reação do time da casa parou por aí e Randolph, com seis pontos consecutivos na terceira prorrogação, sentenciou o resultado.

Green liderou os atuais campeões, que continuam sem o armador francês Tony Parker e o ala Kawhi Leonard, com 25 pontos, com direito a sete cestas de três, sete rebotes, três assistências, duas roubadas de bola e cinco tocos.

Duncan conseguiu um double-double de 23 pontos e 16 rebotes, além de cinco assistências, duas bolas roubadas e três tocos. O ala-armador argentino Manu Ginóbili voltou a ser o sexto homem do San Antonio e chegou perto de um triple-double, com 21 pontos, oito rebotes e oito assistências.

Os reservas Boris Diaw e Marco Belinelli anotaram 17 e 15 pontos, respectivamente, enquanto o pivô brasileiro Tiago Splitter forneceu quatro pontos, cinco rebotes e duas assistências nos 24 minutos em que esteve em quadra.

O treinador dos Spurs, Gregg Popovich, reconheceu que os motivos da derrota foram os erros cruciais em lances livres e as falhas do trabalho defensivo nos momentos decisivos do final do tempo regulamentar e da primeira prorrogação.

Com a vitória, os Grizzlies, que tem a marca de 21-4, seguem na cola do líder Golden State Warrios, com apenas uma derrota a mais que os californianos. Seu próximo desafio será contra o Chicago Bulls, em Memphis, na próxima sexta, enquanto os Spurs, que ocupam a sétima posição com 17 vitórias e nove derrotas, recebem o Portland Trail Blazers nesse mesmo dia.

Confira os resultados desta quarta-feira na NBA:

Charlotte Hornets 106 x 111 PHOENIX SUNS.

Cleveland Cavaliers 98 x 127 ATLANTA HAWKS.

BOSTON CELTICS 109 x 92 Orlando Magic.

Detroit Pistons 106 x 117 DALLAS MAVERICKS.

Miami Heat 87 x 105 UTAH JAZZ.

TORONTO RAPTORS 105 x 89 Brooklyn Nets.

San Antonio Spurs 116 x 117 MEMPHIS GRIZZLIES.

PORTLAND TRAIL BLAZERS 104 x 97 Milwaukee Bucks.

LOS ANGELES CLIPPERS 102 x 100 Indiana Bucks.

Denver Nuggets 111 x 115 HOUSTON ROCKETS.