Após acesso, Eurico anuncia saída do técnico Jorginho do Vasco

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/11/2016 17h12
Zinho e Jorginho deixam o comando técnico do Vasco após a conquista do acesso a Série A

O presidente Eurico Miranda anunciou na tarde desta segunda-feira a demissão do técnico Jorginho do Vasco. A ascensão para a Série A do Campeonato Brasileiro não foi suficiente para garantir a permanência do treinador, que viu sua equipe oscilar demais nos últimos meses e quase ficou sem a classificação, que parecia certa.

“A primeira comunicação é que vou fazer uma reformulação no departamento de futebol, que começa com a saída do treinador”, disse Eurico em pronunciamento. “A reformulação não seria feita se eu não tivesse conversado antes com o Jorginho. Chegamos a uma conclusão consensual”.

Jorginho ficou no comando do Vasco durante um ano e três meses. Contratado em agosto de 2015 para tentar salvar um então desesperado time na briga contra o rebaixamento, falhou no objetivo, mas foi o responsável pela reação vascaína que quase resultou em uma improvável permanência na elite.

Embalado, Jorginho ganhou ainda mais força com o título carioca de 2016, após derrotar o Botafogo na final. E o começo de Série B aconteceu da forma que o torcedor esperava, com vitórias, bons números e a liderança da tabela.

A partir do segundo turno, no entanto, o Vasco caiu de forma inexplicável. Foram somente sete vitórias em 18 partidas, retrospecto que fez com que o time chegasse à última rodada da Série B correndo risco de não subir. A vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, de virada, foi suficiente para confirmar o acesso, mas não para garantir a sequência de Jorginho no clube.

No sábado, após o triunfo, Jorginho chegou a comentar sobre seu futuro e não confirmou a permanência no Vasco. Além dele, deixam o clube seu auxiliar, o ex-jogador Zinho, e o preparador físico Joelton Urtiga.