Após atuação segura no Paraguai, Breno ganha pontos com Edgardo Bauza

  • Por Agência Estado
  • 21/01/2016 21h28
Sem atuar desde 2011

O começo da temporada marcou mais uma vitória pessoal do zagueiro Breno. O defensor do São Paulo não sentiu problemas físicos no amistoso contra o Cerro Porteño, na última quarta-feira – vitória por 1 a 0, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai -, quando conseguiu depois de cinco anos voltar a atuar praticamente durante os 90 minutos em sua posição de origem.

Depois de ficar três anos preso na Alemanha por ter ateado fogo à própria casa, o jogador voltou ao São Paulo no ano passado e pouco atuou como zagueiro. Breno entrou em campo seis vezes, cinco delas como volante, por escolha do então técnico colombiano Juan Carlos Osorio. As dores musculares causadas pela inatividade nos tempos de detenção limitaram as chances dele atuar mais vezes.

Com a vinda do técnico argentino Edgardo Bauza, o zagueiro não deve ser mais improvisado em outra posição e vai ganhar espaço no time. “É um jogador que pode ajudar muito a equipe. Sua força, sua altura e sua personalidade são fatores importantes”, disse o treinador.

Breno só não jogou a partida completa em Assunção porque foi expulso aos 44 minutos do segundo tempo. Desde março de 2011, quando ainda estava no Bayern de Munique, ele não atuava por tanto tempo como zagueiro.

“Tive um pouco de dificuldade e senti o ritmo de jogo, mas amistosos são importantes para podermos aprimorar a parte técnica também”, comentou.

O time fez apenas um trabalho regenerativo leve nesta quinta-feira, depois da partida em Assunção, e nesta sexta treina ao CT da Barra Funda pela manhã. A expectativa no clube é pelo possível anúncio da contratação do atacante argentino Jonathan Calleri. O reforço deve assinar por empréstimo para atuar no São Paulo por seis meses. “Está perto de se concretizar, mas ainda não está certo. Calleri é um centroavante rápido, com um bom chute. Vem somar ao plantel”, comentou Bauza.