Após críticar futebol do Paquistão, Maradona será chamado para visitar o país

  • Por Agencia EFE
  • 28/03/2014 17h03

Islamabad, 28 mar (EFE).- A federação de futebol do Paquistão informou à Agência Efe nesta sexta-feira que vai convidar Diego Maradona para visitar o país e conhecer melhor a forma como o esporte é lá praticado.

Na quarta, o argentino se envolveu em mais uma polêmica, ao afirmar que os dirigentes da Associação Argentina de Futebol (AFA) entendem tanto do esporte quanto um paquistanês. Ele ainda tentou se consertar, mas acabou piorando a situação.

“O Paquistão tem muitas coisas boas, mas nunca os vi numa final de Copa do Mundo. Por isso, repito: a direção da AFA é formada por paquistaneses”, disse ao jornal alemão “Sport Bild”.

No entanto, Sardar Navid, diretor da federação de futebol local, garantiu que a instituição não se sentiu ofendida pela comparação feita por Maradona.

“Não encaramos isso como algo negativo. Se Maradona tem problemas com a federação argentina, que venha aqui nos ajudar”, disse ele em entrevista à Efe.

Navid revelou que já houve contatos com um dos representantes do craque, Gustavo Amador Moure, e que ele pediu um convite oficial que será analisado seriamente.

O diretor ainda ressaltou que o Paquistão, apesar de sua falta de tradição futebolística, está crescendo em número de jogadores e interesse pelo esporte.

“Estamos tentando promover este esporte. Contamos com mais de 2 mil clubes registrados e 60 mil jogadores federados, mas há ainda outros milhares de clubes e três ou quatro milhões de praticantes”, contou.

Maradona já visitou duas vezes a vizinha Índia, e em ambas ocasiões levantou uma enorme expectativa no país que, assim como o Paquistão, não tem tradição no futebol, mas é forte no críquete.

“Tenho certeza que o nome do Paquistão veio à sua cabeça porque recentemente ele esteve em Dubai acompanhando uma partida de críquete. Agora, pode conhecer nosso futebol”, afirmou o dirigente paquistanês. EFE