Após derrota, Marcelo Fernandes critica arbitragem e cobra reforços

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2015 08h52
SÃO PAULO,SP, 03.06.2015 - SÃO PAULO-SANTOS - Técnico Marcelo Fernandes do Santos durante partida contra o São Paulo jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro 2015 no Estádio do Morumbi, no Morumbi, região sul de São Paulo, nesta quarta-feira, 03. (Foto: Levi Bianco / Brazil Photo Press/Folhapress) Folhapress O momento do Santos não é bom

A derrota para o Grêmio por 3 a 1, na Vila Belmiro, neste domingo (5), colocou o Santos na zona de rebaixamento e pressionou ainda mais o técnico Marcelo Fernandes. Após o revés, o comandante santista criticou duramente a arbitragem pela expulsão de Geuvânio e cobrou a chegada de reforços experientes, segundo ele, para dar respaldo aos jovens atletas do elenco alvinegro.

“Todo mundo viu ele (o árbitro) chamando o jogador. Estou cansado de falar desde a terceira rodada. Só árbitro de centros com menos expressão apitam jogos do Santos. Mas quanto mais eu falar, mais eu vou me prejudicar. Hoje comecei o jogo com seis moleques da base. Aí vem uma arbitragem aqui e faz o que vocês viram. O Roger, treinador do Grêmio, veio me falar que viu o juiz mandando (o Geuvânio voltar ao campo). O Santos foi prejudicado, mas eu também não vou usar isso como muleta. A nossa realidade é essa. Não podemos estar com 10 pontos”, comentou Marcelo.

O treinador assumiu a responsabilidade pelo mau momento da equipe e elogiou os jovens jogadores da base do Peixe, mas destacou que o elenco santista precisa de reforços experientes que auxiliem os mais novos.

“A conversa depois do jogo foi para dar moral aos garotos. Não dá para reclamar. O campeonato não permite lamentação. A responsabilidade é nossa. Na quarta-feira enfrentamos o Goiás e será dificílimo”, disse. “Os garotos são muito bons e darão frutos no futuro, mas precisamos de jogadores experientes. É necessário qualificar o grupo para dar maturidade”, completou o treinador.

“O campeonato necessita de jogadores maduros porque não tem folga. A diretoria sabe disso, fizemos uma lista com alguns nomes faz tempo, e eles estão correndo atrás. Não precisa de reforço porque estão mal, é pra dar respaldo para esses garotos”, finalizou Marcelo.