Após derrotas, Palmeiras encara Rio Claro com meio time modificado por Oswaldo

  • Por Agência Estado
  • 11/02/2015 07h57
SÃO PAULO, SP, 25.01.2015: AMISTOSO/PALMEIRAS-RED BULL - Gol de Cristaldo - Partida entre Palmeiras e Red Bull Brasil em amistoso na pré-temporada de 2015 na Arena Allianz Parque, em São Paulo, neste domingo (25). (Foto: Vanessa Carvalho / Brazil Photo Press/Folhapress)A exemplo do que fez contra o Shandong Luneng

A euforia deu lugar ao sinal de alerta no Palmeiras. As derrotas para Ponte Preta e Corinthians tiraram o sorriso dos jogadores e do técnico Oswaldo de Oliveira. Falar em crise é exagero, mas vencer o Rio Claro nesta quarta-feira, às 20h30, no Allianz Parque, é fundamental para acalmar os ânimos e dar tranquilidade para a equipe evoluir.

No total, foram 19 contratações e muitas delas nem estrearam ainda. Por isso, se esperava que o time tivesse dificuldades no início do trabalho. Oswaldo de Oliveira tenta driblar as primeiras críticas e ainda encontrar o time que ele julga o melhor para o momento, levando em consideração a questão técnica e física.

Por isso, a formação para o jogo desta quarta deve ser bem diferente daquela em que o time perdeu para o Corinthians no domingo. Tobio, Amaral, Allione, Maikon Leite e Leandro Pereira deixaram o time para as entradas, respectivamente, de Jackson, Alan Patrick, Dudu, Rafael Marques e Cristaldo.

Tobio e Allione fizeram fortalecimento muscular e podem até aparecer no time, com mais chance para o zagueiro. Já os demais perderam posição.

No treino realizado nesta terça, na Academia de Futebol, Oswaldo insistiu nas jogadas pela linha de fundo e cruzamentos na área, onde Rafael Marques e Cristaldo intercalavam como centroavantes. O que chamou a atenção foi o esquema bastante ofensivo, com Robinho sendo recuado para fazer a função de segundo volante.

Nesta terça-feira, além de definir o time, Oswaldo teve de decidir os outros sete jogadores que seriam inscritos no Paulistão e surpreendeu. Após deixar claro que não contaria com Gabriel Jesus, ele mudou de ideia e inscreveu o garoto, junto com Aranha, João Pedro, Nathan, Victor Ramos, Arouca e Valdivia, que só deve ter condições de jogo no fim do mês.

Cleiton Xavier ficou fora por causa de um atraso na documentação dele vinda da Ucrânia. Como deixou o Metalist entrando na Justiça, ainda vai levar cerca de 20 dias para a documentação ser liberada. Além disso, o jogador vai passar pelo menos 25 dias de trabalhos físicos, já que está há dois meses sem treinar.

No Rio Claro, o técnico Buião aposta na bola parada e vai repetir o time que derrotou o Linense por 3 a 0 na última rodada.

Dinheiro extra

Barcos e Marcelo Moreno vão render ao Palmeiras cerca de R$ 2,5 milhões por causa da saída da dupla do Grêmio. O time alviverde tem 15% dos direitos econômicos de ambos e eles estão de partida para o futebol chinês.

A transação deve ser de US$ 3 milhões (R$ 8,3 milhões) para cada jogador. O Palmeiras ficou com 15% dos direitos de Barcos quando ele foi negociado com o Grêmio em 2013. O time gaúcho emprestou Léo Gago, Leandro, Rondinelly e Vilson e o quinto jogador seria Marcelo Moreno, mas ele não quis ser emprestado. Assim, para compensar, o clube gaúcho cedeu 15% dos direitos econômicos do atacante boliviano ao Palmeiras.

*Por Daniel Batista