Após eliminação, Modesto garante permanência de Dorival no Santos

  • Por Estadão Conteúdo
  • 11/04/2017 10h48
Dorival está no Santos desde julho de 2015

A desclassificação do Santos nas quartas de final do Campeonato Paulista não será motivo para demissão do técnico Dorival Junior. Foi o que garantiu o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, após a derrota para a Ponte Preta nos pênaltis na última segunda-feira, no Pacaembu, depois da vitória no tempo normal por 1 a 0. 

Modesto chegou a mostrar irritação com os questionamentos sobre a permanência do treinador e garantiu que Dorival continuará até o final de seu mandato, em dezembro. “Não se ganha título com treinador ping-pong”, afirmou, nos vestiários do Pacaembu. 

Dorival é o treinador que comanda o mesmo time há mais tempo entre todos os times da Série A. Desde julho de 2015 à frente do Santos, Dorival foi campeão estadual no ano passado e vice-campeão da Copa do Brasil (2015) e do Campeonato Brasileiro (2016). 

O Santos está fora da decisão do Campeonato Paulista pela primeira vez desde 2008. A Ponte Preta vai enfrentar o Palmeiras nas semifinais – o primeiro jogo será em Campinas. A outra semifinal será disputada entre Corinthians e São Paulo, com a partida inicial no Morumbi. As datas e horários serão definidas na sede da Federação Paulista nesta terça-feira. 

Fora do Paulistão, o Santos só voltará a jogar em 19 de abril, quando vai visitar o colombiano Independiente Santa Fe, em Bogotá, no Estádio El Campín.