Após longo julgamento, Portuguesa é mantida na Série B do Brasileirão

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2014 19h25
Técnico Argel Fucks deixa o campo junto com seu timeJogo da Portuguesa é interrompido; veja fotos

O STJD se reuniu nesta quarta-feira para julgar o caso de abandono de campo da Portuguesa, na primeira rodada da Série B, aos 17 minutos de jogo da partida contra o Joinville, em Santa Catarina. Após mais de quatro horas de julgamento, a auditoria decidiu que a Lusa será mantida na Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe paulista terá que pagar uma multa de R$ 50 mil.

Além disso, o técnico Argel foi punido com quatro jogos de suspensão pela conduta antidesportiva de ter retirado seu jogadores de campo e a partida terá o resultado considerado de 3 a 0, com o Joinville ficando com os três pontos.

O Presidente da Lusa, Ilídio Lico, foi suspenso por 240 dias e deverá pagar uma multa de R$ 100 mil, enquanto o seu filho Marcos Lico desembolsará R$ 80 mil. Os valores terão que ser pagos em até sete dias.

A Lusa foi denunciada em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): 205 (impedir o prosseguimento de partida que estiver disputando, por insuficiência numérica intencional de seus atletas ou por qualquer outra forma) e 231 (pleitear, antes de esgotadas todas as instâncias da Justiça Desportiva, matéria referente à disciplina e competições perante o Poder Judiciário, ou beneficiar-se de medidas obtidas pelos mesmos meios por terceiro).

O clube ainda foi enquadrado no artigo 69-2 do Código Disciplinar da Fifa (por ter se beneficiado por medidas obtidas na Justiça comum), o que também abria a possibilidade da equipe ser rebaixada para a Série C.

Com a decisão, a polêmica que envolve o nome do time paulistano desde o fim do último Campeonato Brasileiro deve se encerrar.