Após vitória, Dorival contém euforia palmeirense: “sofrimento vai até o fim”

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2014 07h47
SÃO PAULO, SP, 10.09.2014: PALMEIRAS-CRICIÚMA - O técnico do Palmeiras, Dorival Júnior, durante a partida - Partida entre Palmeiras e Criciúma, válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, na noite desta quarta-feira, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. (Foto: Eduardo Saraiva/Frame/Folhapress)Confira imagens de Palmeiras e Criciúma

O torcedor do Palmeiras não terá tranquilidade até o final do Campeonato Brasileiro. Essa é a opinião do técnico Dorival Júnior que, mesmo após a vitória diante do Criciúma, quis conter uma possível euforia no elenco. O treinador reconheceu que o futebol alviverde não tem sido “nada plástico”, mas valorizou o primeiro triunfo sob seu comando. Ele também defendeu o atacante Leandro, muito vaiado pela torcida e que acabou substituído no intervalo do duelo.

Na visão do técnico palmeirense, o elenco alviverde vem tentando se livrar da pressão por resultados e, por isso, bater os catarinenses foi fundamental. “É muito difícil exigir algo em um momento como esse. Vocês sentiram uma ansiedade e desgaste grandes da última partida. Isso foi nítido. É natural que também exista essa ansiedade em razão dos resultados. O ser humano tem de aprender a conviver com um momento como esse. Emocionalmente é muito difícil encontrar um equilíbrio. Por isso que esse resultado tem um valor muito grande”, disse.

A vitória alviverde veio em um jogo muito truncado e com um gol de Cristaldo nos minutos finais do duelo. Dorival adotou um tom realista com a torcida. “Não adianta chegar aqui e iludir o torcedor. Nós vamos melhorar e muito, mas temos de ter paciência para enfrentar algumas situações inusitadas em razão do momento. Temos de reconhecer que não é um bom momento. É um momento de risco. Um resultado negativo hoje colocaria por terra o início de uma possibilidade de recuperação. Felizmente conseguimos uma vitória importante. E temos de reconhecer que não foi nada plástico, bonito, vistoso. Hoje o resultado é muito mais importante”, ressaltou. 

Com 21 pontos, o Verdão possui apenas um ponto a mais que o Coritiba, primeira equipe dentro da zona de rebaixamento. Por isso, Dorival tratou de alertar a torcida de que o sofrimento continuará. “Não existe partida tranquila. Não existe equipe com tranquilidade na competição. A partir do momento que consiga os pontos você vai brigar por outras situações. Esse sofrimento vai até a última rodada, quer seja para os lideres ou para as outras equipes. Temos de alcançar uma recuperação, vamos continuar insistindo e trabalhando. Não vamos contar história e mentira para o torcedor”, declarou.

Má fase de Leandro

Titular diante do Criciúma, Leandro foi muito mal na primeira etapa e desagradou as arquibancadas. Muito vaiado, Dorival optou por substituir o atleta, mas ressaltou a confiança que possui no atacante. “Eu acredito que ele tenha de buscar recuperação. Não podemos abrir mão de um atleta com o potencial que ele tem. Eu reconheço o que aconteceu na primeira etapa, mas nós temos a obrigação de tentar uma recuperação. E isso passa diretamente para pela postura dele. Domingo ele teve um bom jogo, próximo ao que vinha apresentando no Palmeiras na última temporada. Um jogador não desaprende. Confio nesse garoto e vai render muito. Peço paciência ao torcedor, mesmo sabendo que ele foi vaiado em muitos momentos”, declarou. 

O Palmeiras volta aos gramados, no próximo sábado (13), para enfrentar o Fluminense no Maracanã, em partida válida pela 21ª rodada da competição.