Após vitória, Mano comemora sequência e nega estar preservando Pato

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2014 08h42
durante a partida entre Corinthians/SP x Paulista/Jundiai, realizada esta noite no Estadio Decio Vitta, em Americana, valida pela 2a. rodada do Campeonato Paulista de 2014. Juiz: Flavio Rodrigues de Souza - Sao Paulo/Brasil - 22/01/2014. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. CorinthiansCorinthians bate Paulista em Americana por 1 a 0

Depois de bater o Paulista por 2 a 1 em Americana, o Corinthians chegou a sua segunda vitória em dois jogos no Campeonato Paulista. O técnico Mano Menezes elogiou a atuação de sua equipe e negou que esteja preservando Alexandre Pato, que entrou restando apenas 15 minutos para o final da partida. O treinador corintiano pediu calma com jogadores que começaram a temporada do banco, como Émerson Sheik, Douglas e o próprio Pato. 

Na etapa inicial, as duas equipes tiveram chances claras de abrir o placar. Mano elogiou a postura do adversário e rejeitou que o Corinthians, por ser favorito, possa vencer partidas “com o nome”. “A defesa esteve bem postada. Achei que a equipe do Paulista fez um primeiro tempo que exigiu bastante da gente, mas já tinhamos essa consciência. Sabemos o nível técnico da competição e digo sempre que precisamos fazer bem a parte da gente porque se não, não ganhamos mais de ninguém. Hoje tivemos esse exemplo”, afirmou.

Quando a partida ainda estava empatada, Mano optou por promover a entrada de Émerson Sheik como sua primeira substituição. Além disso, o treinador perdeu Uendel machucado, que deu lugar ao zagueiro Felipe. Questionado sobre a demora para colocar Pato em campo, o treinador explicou. “Não estou preservando porque ele está bem fisicamente. A questão é que o técnico precisa fazer opções e para esses dois primeiros jogos, a opção foi iniciar com outra formação. Não é possível fazer a terceira alteração muito cedo porque o risco é grande, todos os jogadores estão muito desgastados fisicamente. Por isso que o último jogador tem sempre entrado no máximo pra jogar 15 minutos e foi o que aconteceu com ele”, explicou.

Nas duas primeiras partidas do ano [vitórias sobre Lusa e Paulista], Mano optou por um setor ofensivo com Danilo, Rodriguinho, Romarinho e Guerrero. O gaúcho negou que a sua formação ideal esteja definida para o restante do Campeonato Paulista. “Óbvio, que se eu tenho Émerson Sheik e Pato no banco de reservas para o ataque, eu tenho que pensar na possibilidade de utilizá-los e tirar o melhor de cada um. É muito cedo, nós jogamos apenas duas partidas, não teria nem sentido eu definir. Muito pelo contrário, eu quero utlizar todos. O papel do técnico é tirar o melhor de cada um”, disse.

Mano ainda pediu que a torcida tenha paciência com os jogadores no ínicio de seu trabalho. “Vamos com calma. A equipe vai ganhando confiança e isso é bom também para quem tem que entrar. A tendência é que quem venha do banco comece a entrar melhor ainda”, projetou.

O Corinthians retorna à campo neste sábado (25), pela terceira rodada do Campeonato Paulista, para enfrentar o São Bernardo no Pacaembu. Para a partida, o Timão já deve poder contar com Fágner, reforço que será apresentado nesta quinta-feira (23) e aguarda regularização do seu contrato.