Aquecimento para as semifinais do Paulistão: ouça e relembre clássicos históricos

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2015 22h27
Grandes paulistas voltam a protagonizar as semifinais do Estadual

Como era de se esperar, os quatro grandes clubes de São Paulo chegaram às semifinais do Campeonato Paulista sem grandes dificuldades. Agora é a hora em que o torneio “começa”, como dizem alguns. Para entrar no clima de rivalidade e decisão do domingo (19), a Jovem Pan Online relembra grandes confrontos entre Corinthians e Palmeiras e São Paulo e Santos.

Ouça a narração e relembre (ou conheça) esses grandes momentos do futebol paulista.

Serginho Chulapa derruba o Santos em 1981

Nas oitavas de final do Campeonato Brasileiro de 1981, o Santos recebeu o São Paulo para o clássico no Pacaembu. O Tricolor de Waldir Perez e Darío Pereyra conseguiu a vitória graças a dois gols do atacante Serginho Chulapa, que depois viria a defender o próprio Peixe, onde atualmente é auxiliar do treinador Marcelo Fernandes.

O massacre do Corinthians sobre o Palmeiras

No auge do time que ficou conhecido como Democracia Corintiana, o Timão não teve dó do Palmeiras no Campeonato Paulista de 1981. Biro-Biro abriu o placar e Jorginho descontou, antes de Sócrates recolocar o alvinegro na frente. Foi então que Casagrande apareceu para marcar três vezes e transformar a vitória em goleada histórica. Ouça o primeiro gol da partida e clique aqui para ouvir os outros.

Palmeiras goleia o Corinthians e sai da fila                                         

O dia 12 de junho de 1993 é um dos mais importantes da história do alviverde. No Morumbi, o time de Vanderlei Luxemburgo venceu o Corinthians no jogo de volta da final do Campeonato Paulista por 3 a 0. Como o Timão havia vencido a primeira partida, a decisão foi para a prorrogação. Foi aí que Evair cobrou o inesquecível pênalti que deu o título ao Palmeiras após 17 anos sem conquistas. Zinho, Edílson e o próprio Evair marcaram os outros gols.

Santos goleia o São Paulo em pleno Morumbi

O SanSão do Campeonato Brasileiro 2006 acabou em goleada. O Peixe foi ao Morumbi e não tomou conhecimento do rival. Aproveitando-se da expulsão do zagueiro Alex Bruno, Fabiano (duas vezes), Dênis e Rodrigo Tiuí construíram a vitória alvinegra daquele 30 de julho.