Arbitragem? Lateral do Corinthians diz: “estão tirando o foco do futebol”

  • Por Lancepress
  • 03/09/2015 18h20
SÃO PAULO, SP - 03.09.2015: TREINO DO CORINTHIANS - Fagner durante treino do Corinthians realizado no CT Joaquim Grava na tarde desta quinta-feira (03) em São Paulo. Foto: Antonio Cicero / Fotoarena) ORG XMIT: 989417Fagner sugeriu que se olhe mais para o futebol e se deixe os árbitros trabalharem

Um dia após a vitória do Corinthians sobre o Fluminense por 2 a 0, o escolhido para conceder entrevista no centro de treinamento do Timão foi o lateral-direito Fagner. O lateral até chegou a falar sobre a vantagem de sete pontos na liderança do Brasileirão e o clássico contra o Palmeiras no domingo, mas um tema dominou a conversa com os jornalistas: a arbitragem do Brasileirão.

Mais da metade das perguntas dirigidas ao ala foram sobre o nível dos juizes no campeonato, as críticas de dirigentes e jogadores adversários e um suposto favorecimento ao Corinthians. Já cansado de falar sobre o assunto, Fagner afirmou em uma de suas últimas respostas:

“É difícil falar de arbitragem e erros, dizer que há um complô é uma coisa muito séria. Estão tirando o foco do futebol e jogando a culpa em cima dos árbitros. Podemos olhar mais o futebol, esquecer os árbitros e deixar eles trabalharem”, disse.
Antes, Fagner já havia comentado que há falhas dos juizes em partidas de outras equipes e contou a orientação dada pelo técnico Tite aos jogadores.

“Acho que cada um pode falar e argumentar o que quiser, nosso objetivo é trabalhar e dar nosso melhor, estamos conseguindo fazer isso nos jogos. Somos melhores mandantes e visitantes, as coisas são fruto de um trabalho. O professor colocou na nossa cabeça que o importante é se concentrar no jogo, esquecer da arbitragem, erros e acertos acontecem”, comentou.

Fagner ainda falou que o Corinthians não está pronto, embora venha em bom nível. O lateral ainda lembrou o Dérbi do primeiro turno, quando o Palmeiras conseguiu vencer o Timão em Itaquera.

“Era começo de competição, todo mundo dizia que o Corinthians estava em crise por perder aquele jogo e para o Grêmio na sequência. Eu vim aqui para uma coletiva e comentei que se a equipe estava oscilando naquele momento era bom, pois depois tinha tendência de crescer. E isso aconteceu, voltamos a jogar bem depois de primeiro semestre bom. Importante é manter esse padrão para cada vez mais subir”, declarou.