Artilheiros, suor e sufoco: os destaques da segunda rodada da Liga dos Campeões

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2015 09h06
Goleadores como CR7

A segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa se encerrou nesta quarta-feira (30) marcada pelo equilíbrio em muitos confrontos e com números históricos alcançados. A segunda semana da fase de grupos da principal competição de clubes do velho continente consolidou os goleadores CR7, Lewandowski e Morata, mostrou o sufoco dos clubes ingleses, e indicou as dificuldades do atual campeão Barcelona que inicia a competição muito desfalcado.

Ao final da segunda rodada da competição europeia, o Jovem Pan Online selecionou ou principais destaques da Liga dos Campeões. Confira:

As marcas de Cristiano Ronaldo

Diferente da primeira rodada quando balançou as redes três, Cristiano Ronaldo marcou “apenas” dois gols na vitória do Real Madrid sobre o Malmo e alcançou duas marcas histórias: com o primeiro tento, CR7 chegou ao seu gol de número 500 na carreira; já na segunda vez em que balançou as redes contra o time sueco, o português alcançou o ídolo merengue Raúl, como maior artilheiro da historia do Real Madrid com 323 gols.

Arsenal em apuros

Se há um time com situação complicada na Liga dos Campeões, trata-se do Arsenal. O time comandado por Arsène Wenger foi derrotado pelo Olympiakos em casa por 3 a 2 é a única equipe que ainda não pontuou em seu grupo. Não bastasse os início ruim, os ingleses tem pela frente agora o líder do grupo Bayern de Munique, que iniciou a Liga de forma arrasadora.

Argentinos salvam o Manchester City

A história do Manchester City poderia ser parecida com a do Arsenal, mas os argentinos da equipe de Manuel Pellegrini trataram de resolver o problema: Otamendi e Aguero viraram o jogo para o City que saiu perdendo para o Borussia Mönchengladbach

Rivais de Manchester se salvam no sufoco

A crise na Liga dos Campeões poderiam tomar conta da idade de Manchester, mas os rivais, City e United, mostraram poder de reação e apesar de sair perdendo suas partidas e ficarem próximos de ficar com duas derrotas na competição, ambos viraram suas partidas e somaram os primeiros pontos

O sofrimento do Barcelona sem Messi

Depois de abrir a Liga dos Campeões com um empate com a Roma, o Barcelona sofreu mais uma vez e dessa vez esteve perto de sair derrota contra o Bayer Leverkusen. Sem Lionel Messi, contundido e afastado da equipe por aproximadamente dois meses, o Barça precisou correr muito para alcançar o empate e a virada sobre o time alemão. Os gols saíram apenas depois dos 35 minutos do segundo tempo, quando Sergi Roberto e Suarez viraram a partida para os espanhóis.

O jogo dos gols contra

O jogo mais maluco da segunda rodada da Liga dos Campeões, sem dúvida, foi Astana 2 x 2 Galatasaray. No jogo disputado no Cazaquistão ficou marcado por dois gols contra: primeiro Balta, do time turco, jogou contra sua própria equipe e cedeu o empate ao Astana. Minutos mais tarde, foi a vez do goleiro do time cazaque, Eric tentar cortar cruzamento e jogar contra a própria meta.

Artilheiros imparáveis: o brilho de Lewandowski e Morata 

Além de Cristiano Ronaldo, outros dois goleadores tem chamado a atenção nesta edição da Liga: Lewandowski e Morata. O centroavante do Bayern de Munique marcou três vezes na goleada sobre o Dínamo Zagreb, chegou aos 10 gols nós últimos três jogos. Já Morata alcançou a marca histórica de outro nome da história da Juventus, Del Piero. Assim como ídolo italiano, espanhol balançou as redes pela quinta partida consecutiva na competição.

Sinalizadores portugueses 

A vitória do Benfica sobre o Atlético de Madrid ficou marcada não só pela atuação do time português, mas também pelo papel de sua torcida nas arquibancadas do estádio do Atlético. Após o empate com gol de Gaitán, os adeptos da equipe de Lisboa acenderam sinalizadores e chegaram a arremessar alguns dentro do campo, atitude reprovada por alguns jogadores do Benfica.