Astros veteranos oscilam e frustram planos de suas seleções na Copa

  • Por Bruno Oliveira/Jovem Pan
  • 18/06/2014 12h36

Robben deixa Casillas no chãoRobben deixa Casillas no chão

Palco de atuações de grande parte dos melhores jogadores do planeta, a Copa do Mundo de 2014 tem alguns veteranos entre seus principais destaques. Atletas como Xavi Hernández, Iker Casillas, Andrea Pirlo, Gianluigi Buffon, Steven Gerrard, Samuel Eto’o, Didier Drogba e Diego Forlán chegaram ao Brasil como peças fundamentais em suas seleções. Entretanto, a maioria deles não teve êxito na primeira rodada do torneio.

Atual campeã mundial, a Espanha teve desempenho frustrante em sua estreia no Grupo B e acabou goleada por 5 a 1 pela Holanda. O goleiro Casillas (33 anos) teve péssima atuação individual, sendo determinante para o revés. No meio-campo, Xavi (34 anos) foi outro que pouco conseguiu produzir para reverter a situação da partida. O atleta do Barcelona, inclusive, deve perder vaga para Fábregas para o próximo jogo do time comandado por Vicente Del Bosque.

“O que aconteceu é que não estivemos no nível que o jogo exigiu. Eu, inclusive, em primeiro lugar. Foi a pior atuação que já tive pela seleção, mas preciso esquece-la e já pensar no duelo com Chile. O mais importante é que precisamos ganhar e seguir vivos na Copa”, afirmou o goleiro, que segue no time para o confronto desta quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã.

Quem também teve má atuação na primeira rodada foi Diego Forlán (35 anos). Eleito melhor jogador e artilheiro do Mundial de 2010, o uruguaio foi escalado na vaga do lesionado Luis Suárez, mas sequer participou da criação de jogadas e viu sua equipe ser surpreendentemente derrotada de virada para Costa Rica, por 3 a 1. No duelo com a Inglaterra, deve retornar ao banco de reservas.

A seleção britânica, inclusive, também viu seu principal veterano, Steven Gerrard (35 anos), não ter grande atuação na derrota por 2 a 1 diante da Itália. Líder do meio-campo, o atleta do Liverpool acompanhou Andrea Pirlo (35 anos) comandar a equipe adversária e ainda acertar o travessão em bela cobrança de falta. O goleiro Buffon (36 anos) acabou não entrando em campo por problemas físicos, enquanto Frank Lampard (35 anos) ficou entre os suplentes ingleses.

Entre as seleções africanas, Samuel Eto’o (33 anos) e Didier Drogba (36 anos) são algumas das principais atrações. O centroavante camaronês não teve bom desempenho na derrota por 1 a 0 pelo México e ainda acabou o jogo lesionado, sendo dúvida para sequência do torneio. Drogba, por sua vez, começou no banco de reservas contra o Japão, mas entrou em campo e mudou o panorama do embate, sendo fundamental na virada por 2 a 1.

O jogador mais velho para esta Copa é o goleiro colombiano Faryd Mondragón, que completa 43 anos neste sábado. O atleta foi chamado também para o Mundial de 1994, nos Estados Unidos, e detém o recorde de convocado com maior espaço de tempo na competição.

Quem joga mais?
Faça seu tuíte com #CraqueJP e escolha Cristiano Ronaldo, Neymar ou Messi