Ataíde divulga gravação que fez Aidar renunciar do São Paulo; ouça

  • Por Jovem Pan
  • 17/12/2015 12h18
Ataíde Gil Guerreiro divulgou a gravação em que Aidar sugere repartir a comissão em uma negociação

O áudio mais desejado do futebol brasileiro finalmente foi divulgado. Vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro apresentou ao repórter da Rádio Jovem Pan, Márcio Spimpolo, a gravação que ajudou a derrubar o ex-presidente do clube Carlos Miguel Aidar.

Ataíde acusa Aidar de desviar dinheiro de transferências durante um ano e meio da gestão do ex-presidente da frente do Tricolor e, discordando da postura do cartola, gravou uma conversa em que Aidar sugeria que Guerreiro também recebesse parte do dinheiro.

Em 28 de outubro, após renúncia do presidente, Ataíde entregou a gravação ao conselho deliberativo são-paulino e destacou que “iria até o fim” para apurar as irregularidades no clube.

Na gravação, Aidar sugere repartir dinheiro da comissão na contratação de um jogador com Ataíde que nega.

“Ele paga honorários pra mim e eu repasso a você em dinheiro. Não é nem cheque, não tem rastro nenhum, nem pra você nem pra mim”, disse Aidar.

“Carlos Miguel, não quero esse dinheiro. Fiquei triste quando você me ofereceu dinheiro porque você achou que eu topava essas cosias. Eu não topo nada”, afirmou Ataíde.

Aidar ainda confirma a Ataíde que sua namorada, Cinara Maturana negociou com a Under Armour, empresa de material esportivo que fechou negocio com o São Paulo no início do ano, caso que gerou polêmica dentro do clube na oportunidade. O ex-presidente ainda afirma que Douglas Schwartzmann, ex-vice-presidente de comunicações tricolor, estava pedindo comissão em todos os negócios que participava.

Dias depois da gravação, os cartolas se desentenderam em reunião da direção são-paulina. Depois de Aidar insinuar que Ataíde pediu lhe pediu dinheiro, o vice-presidente agrediu o ex-presidente e teve que ser contido pelos presentes. Após deixar o cargo, Guerreiro divulgou um e-mail que havia enviado a Aidar e que dizia ter gravado a conversa em que o ex-presidente oferecia a quantia em dinheiro, e que o levou a renunciar da presidência do clube.

As investigações das possíveis irregularidades cometidas por Aidar durante sua gestão ainda não estão concluídas e seguem no Conselho de Ética e Disciplina do clube. De acordo com o repórter da rádio Jovem Pan, Márcio Spimpolo, Ataíde Gil Guerreiro garantiu que, mesmo com a divulgação do áudio, nada muda no processo de apuração das supostas irregularidades.