Atlético-PR confia na força da torcida para passar pelo Sporting Cristal

  • Por Agencia EFE
  • 04/02/2014 14h09

Curitiba, 4 fev (EFE).- Além do bom futebol que o levou ao terceiro lugar do Campeonato Brasileiro de 2013, logo em sua primeira temporada na volta à elite, o Atlético-PR apostará na pressão imposta por cerca de 18 mil torcedores no estádio Durival de Britto para eliminar o Sporting Cristal e avançar à fase de grupos da Taça Libertadores.

A torcida está mobilizada para o duelo decisivo e em cerca de 10 horas esgotaram os ingressos colocados a venda, com exceção dos camarotes e do espaço destinado aos visitantes.

Derrotado por 2 a 1 no jogo de ida, o Atlético precisa de uma vitória por 1 a 0 ou por um placar ainda maior para se classificar. Caso vença por 2 a 1, o time paranaense buscará a vaga na dosputa por pênaltis. Quem passar entrará no grupo 1, com Vélez Sarsfield, The Strongest e Universitario.

O técnico espanhol Miguel Ángel Portugal prepara uma equipe ofensiva e, para isso, disse que seus jogadores precisarão “fazer uma partida de muito ritmo e muita intensidade”.

Miguel Ángel descartou fazer improvisações, como aconteceu na partida de ida, e escalará Sueliton, que atuou no meio-campo, na lateral direita. Com isso, o meio deverá ser formado por Deivid, João Paulo, Zezinho e Fran Mérida, embora o atacante Douglas Coutinho corra por fora na briga por um lugar entre os titulares como opção para deixar a equipe mais ofensiva.

No Sporting Cristal, a boa exibição na ida, em Lima, deixou elenco e comissão técnica otimistas quanto à classificação. “Não nos vejo não passando de fase, porque há uma total concentração e um grande sonho”, declarou o treinador Daniel Ahmed.

Autor do segundo gol na primeira partida e um dos principais atletas do elenco, o meia Carlos Lobatón se recuperou a tempo de lesão e poderá estar em campo. Com isso, Ahmed deverá repetir a escalação.

None

Prováveis escalações:.

Atlético-PR: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, João Paulo, Zezinho e Fran Mérida; Marcelo e Ederson. Técnico: Miguel Ángel Portugal.

Sporting Cristal: Penny; Cóssio, Delgado, Ortiz e Yotún; Calcaterra, Cazulo, Balbín e Lobatón; Ávila e Leguizamón. Técnico: Daniel Ahmed.

Árbitro: Antonio Arias (Paraguai), auxiliado por seus compatriotas Rodney Aquino e Carlos Cáceres.

Estádio: Durival de Britto, em Curitiba. EFE