Atlético quer bater Atlas para entrar na zona de classificação para oitavas

  • Por Agencia EFE
  • 14/04/2015 16h11

Redação Central, 14 abr (EFE).- Embalado após começar a Taça Libertadores com duas derrotas, o Atlético Mineiro visitará nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), o Atlas, do México, em dia que pode marcar a entrada do campeão de 2013 na zona de classificação para as oitavas de final.

O Galo, que perdeu para Colo Colo, no Chile, e para o próprio time de Guadalajara, no estádio Independência, deu a volta por cima ao bater duas vezes o Santa Fé. Com isso, a equipe comandada por Levir Culpi ocupa a terceira colocação com seis pontos, saldo de gols zero e com três gols anotados.

O time de Bogotá está logo acima, com mesma pontuação e mesmo saldo do Atlético, mas com marca ofensiva de quatro gols. A equipe chilena, por sua vez, ocupa a liderança com nove pontos. Líder e vice-líder se enfrentarão também nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), no estádio Monumental, em Santiago.

Uma série de combinações valem para o Galo assumir uma das duas primeiras colocações, sendo que na mais simples, bastaria empatar no estádio Jalisco, e o Santa Fé perder para o Colo Colo. Caso vença o Atlas por quatro gols de diferença, a equipe mineira pode até ir para a ponta, desde que o time colombiano vença por placar simples.

A busca de um bom resultado na competição continental, no entanto, começou com viagem de 13 horas de Belo Horizonte para Guadalajara, isso com o embarque acontecendo pouco depois do clássico contra o Cruzeiro, que terminou 1 a 1, pela ida das semifinais do Campeonato Mineiro.

No México, o Atlético atuará com força máxima, apesar do desgaste pelo compromisso do fim de semana e a longa viagem. Leandro Donizete, poupado no clássico, estará de volta ao time titular. Marcos Rocha, Leonardo Silva e Carlos, poupados na primeira atividade no país do adversário, também estarão em campo.

Último colocado do grupo, com possibilidade até de uma eliminação precoce, o Atlas chega para o jogo sabendo que uma vitória em casa poderá, inclusive, provocar um triplo empate na vice-liderança, caso o Colo Colo leve a melhor sobre o Santa Fé.

A equipe de Guadalajara chega para o jogo depois de um polêmico empate com o Toluca, pela 13ª rodada do Torneio Clausura do Campeonato Mexicano. O árbitro da partida, Jaime Pérez Durán, anotou um pênalti para o Atlas aos 30 minutos do segundo tempo, devido toque de mão na área de jogador do time da casa.

O quarto árbitro do jogo, no entanto, avisou Durán de que o lance não teria sido irregular, e a decisão foi alterada, com o jogo terminando 0 a 0. No fim da partida, o técnico Tomás Boy disse que se sentia “roubado”, devido a não marcação do pênalti.

Para o jogo contra o Galo, o Atlas deverá atuar com força máxima, repetindo a escalação do duelo contra o Toluca, inclusive com o zagueiro Walter Kannemann, campeão da última edição da Libertadores com o San Lorenzo. O atacante brasileiro Keno, ex-Santa Cruz, provavelmente começará no banco de reservas.

None

Prováveis escalações.

Atlas: Vilar; Venegas, Pérez, Kannemann e Castillo; Ramírez, Medina, Suárez e Barragán; Caballero e González. Técnico: Tomás Boy.

Atlético Mineiro: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson, Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca e Dátolo; Luan, Carlos e Pratto. Técnico: Levir Culpi.

Árbitro: Patrício Loustau (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Diego Bonfa e Gustavo Ross.

Estádio: Jalisco, em Guadalajara (México). EFE