Bachelet desmente notícias de que não estará na abertura da Copa América

  • Por Agencia EFE
  • 02/06/2015 13h07
Michele Bachelet

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, negou nesta terça-feira que tenha pensado em desistir de comparecer a abertura da Copa América, que acontece no país, e garantiu que estará na partida entre a seleção anfitriã e Equador, no Estádio Nacional de Santiago, em 11 de junho.

“Certamente que irei, que participarei da maior quantidade de atividades da Copa América”, disse a chefe de governo, em entrevista à emissora de rádio local “Cooperativa”.

De acordo com vários veículos de imprensa do Chile, a presidente teria avaliado com assessores a possibilidade de não comparecer ao estádio, para não aparecer com suspeitos de corrupção, no escândalo que resultado em prisão de dirigentes da Conmebol e Fifa.

O ex-presidente da entidade sul-americana, o uruguaio Eugenio Figueredo, e o ex-mandatário da CBF, José Maria Marín, foram dois dos presos, mas diversos outros diretores, ainda estão em cargos nas entidades do continente. Um deles é Sergio Jadue, presidente da federação chilena, acusado de receber US$ 3 milhões em subornos.