Barcelona bate ‘brigadora’ Juventus e fica com título da Liga dos Campeões

  • Por Jovem Pan
  • 06/06/2015 17h48

Barcelona derrotou a Juventus na decisão e faturou o quinto título europeu de sua história

Barcelona levanta o troféu da Liga dos Campeões

A final da Liga dos Campeões da temporada 2014-15 era uma das mais esperadas nos últimos anos e pouco deixou a desejar no torcedor. E, em um duelo entre dois gigantes do futebol europeu, o Barcelona teve muitas dificuldades, mas conseguiu superar a Juventus por 3 a 1 e ficou com a ‘Orelhuda’.

O Barcelona abriu o placar no primeiro tempo, com Rakitic. No segundo tempo, a Juventus empatou com Morata, mas Suárez recolocou o time catalão em vantagem e Neymar, no último lance, selou o placar final e a conquista do Barça.

Com o resultado, o Barça conquista seu quinto título europeu, pois já havia sido campeão em 1992, 2006, 2009 e 2011, e entra para um grupo que também tem Bayern de Munique e Liverpool.

O jogo – O jogo começou muito favorável para o Barcelona e, logo aos três minutos, Neymar achou Iniesta dentro da área, o camisa 8 rolou para Rakitic que, em frente ao gol, bateu firme e não deu chances de defesa para Buffon: 1 a 0.

Depois de alguns minutos de pressão, a Juventus conseguiu encaixar um contra-ataque aos oito, puxado por Morata, que rolou para Marchisio e o meia italiano finalizou forte de fora da área, mas mandou por cima da meta do goleiro Ter Stegen.

Com 13 no relógio, o Barça teve uma chance preciosa para ampliar a vantagem, quando Daniel Alves recebeu passe de Luis Suárez e mandou um forte chute, mas Buffon fez uma defesa espetacular e evitou o segundo gol catalão.

A equipe italiana tentou incomodar aos 19, quando Pogba cruzou rasteiro da esquerda para Tévez, mas Mascherano, muito ligado, mandou a bola para escanteio. Quatro minutos mais tarde, foi a vez de Álvaro Morata chutar de canhota, tentando tirar de Ter Stegen, mas o arremate do espanhol da Juventus foi para fora.

O restante do primeiro tempo foi mais equilibrado, muito devido ao fato de a Juventus ter ajustado sua marcação, mas isso não impediu que o Barcelona voltasse a assustar aos 39 minutos, quando Luis Suárez finalizou buscando o canto de Buffon e a bola passou extremamente perto da trave direita do arqueiro italiano. Um minuto depois, o mesmo Suárez finalizou, mas mandou no meio do gol e facilitou a vida do goleiro.

A etapa inicial terminou com vantagem mínima do Barcelona, que foi para o vestiário mais perto do título.

O Barcelona teve uma excelente chance com Suárez, aos três, mas Buffon defendeu. A Juventus cresceu nos primeiros minutos da etapa complementar e o placar ficou igual aos nove minutos. Marchisio encontrou Lichtsteiner e ele encontrou Tévez dentro da área, que girou e finalizou, mas Ter Stegen defendeu. No rebote, na cara do gol, Álvaro Morata empurrou para a meta e empatou a decisão.

A Juventus foi ganhando território na decisão e começou a ‘gostar’ do jogo, mas o ataque poderoso do Barcelona voltou a aparecer aos 22, quando Messi chegou e finalizou, Buffon defendeu, mas na sobra, Suárez mandou para o fundo da rede.

Quatro minutos mais tarde, Neymar teve a chance de fazer o gol, chegou a mandar para o fundo das redes, mas o gol foi anulado por toque de mão. Lance gerou muita reclamação por parte dos barcelonistas.

Precisando do empate, o técnico Massimiliano Allegri sacou Morata, autor do gol da Juventus, e colocou Llorente aos 39 minutos.

A Juventus foi para cima do Barcelona nos minutos finais, Marchisio assustou com bom chute aos 44, mas Ter Stegen defendeu. Tévez também teve oportunidade aos 47, mas bateu fraco e facilitou a vida do goleiro alemão do Barcelona.

A Juventus não conseguiu buscar o empate e ainda tomou o terceiro, quando o Barcelona chegou em contra-ataque rápido, Pedro rolou para Neymar e o ex-santista selou o 3 a 1 e a conquista.