Benzema brilha, chip eletrônico mostra gol e França vence Honduras

  • Por Jovem Pan
  • 15/06/2014 17h56
Benzema chutaBenzema chuta

A França não teve dificuldades em bater a seleção hondurenha por 3 a 0 e assumir a primeira posição do Grupo E da Copa do Mundo do Brasil.

O badalado atacante Karim Benzema anotou o primeiro e o terceiro gols, participando também do segundo, mas o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci deu gol contra do goleiro hondurenho Valladares, que empurrou com a mão para dentro e logo tirou a bola – lance que só pôde ser detectado graças ao recurso do chip eletrônico na bola.

Com a vitória a França ultrapassa a Suiça, que venceu mais cedo o Equador por 2 a 1, pois fez mais saldo de gols. França e Suiça se enfrentam na próxima partida, na sexta-feira (20), na Arena Fonte Nova.

Honduras e Equador jogam no mesmo dia em Curitiba para tentarem se recuperar da primeira derrota na Copa.

O Jogo

O jogo começou frio, com as duas seleções se estudando. A França parecia ter a tranquilidade de saber que poderia resolver a partida a qualquer momento e Honduras tentava segurar o empate.

A primeira chance de gol veio apenas aos 14 minutos, quando Matuidi chutou de esquerda em rebote na área, mas o goleiro espalmou, a bola carimbou a trave e foi para escanteio.

Um braço de Palacios nas costas de Pogba dentro da área aos 42 minutos no primeiro tempo foi interpretado como pênalti pelo árbitro brasileiro. Benzema chutou no canto, deslocando o goleiro Valladares e abrindo o placar no Beira-Rio.

No começo do segundo tempo, o lance mais inusitado e polêmico. Ainda no primeiro minuto de bola rolando, Benzema recebeu na área, chutou de esquerda, a bola bateu na trave e correu a linha do gol. Na tentativa de tirar a bola, o goleiro hondurenho se atrapalhou e a desviou para dentro, mas logo tentou afastá-la.

O lance foi rapidamente anotado como gol por Meira Ricci, mostrando o bom funcionamento da tecnologia do chip eletrônico. Os hondurenhos até esboçaram uma reclamação, mas quando a confirmação do gol foi mostrada no telão do estádio do Inter, não havia mais o que dizer.

Aos 26 minutos do segundo tempo, após cobrança ensaiada de falta, o artilheiro Benzema aproveitou a sobra, dominou, e chutou forte, no ângulo, sem chances para Valladares.

Era o terceiro gol do jogo, a consagração de Benzema como melhor da partida (seria artilheiro também se o segundo gol lhe fosse conferido) a certeza da vitória sobre Honduras.

Quem será o craque da Copa? Tuíte o nome do seu jogador preferido acompanhado de #CraqueJP