Bilionário sul-coreano confirma sua candidatura à presidência da Fifa

  • Por Lancepress
  • 06/08/2015 11h38
Divulgação Chung Mong-Joon confirmou candidatura nesta quinta

A disputa pela presidência da Fifa ganhou mais um concorrente. O sul-coreano Chung Mong-Joon, bilionário ligado ao Grupo Hyundai e vice-presidente da entidade máxima do futebol entre 1994 e 2011, anunciou nesta quinta-feira (06) sua candidatura à eleição prevista para 26 de fevereiro de 2016.

—relasted—Em entrevista coletiva, Mong-Joon indicou que a oficialização de sua candidatura deva ocorrer em 17 de agosto, em Paris. De acordo com a agência de notícias “Yonhap”, dias antes do anúncio oficial, o empresário viajará à Geórgia, para se reunir com personalidades do futebol europeu. 

Após confirmar que será candidato, o sul-coreano mostrou otimismo quanto às suas chances de suceder Joseph Blatter: “acho que Platini e eu somos os principais candidatos e que tenho possibilidades grandes de ganhar”.

O empresário garantiu ser contra as atitudes políticas que marcaram a gestão de Sepp Blatter: “sempre trabalhei pelo interesse do futebol e da Fifa”.

Antes de chegar à Fifa, Chung Mon-Joon presidiu a Associação de Futebol da Coreia (KFA) e foi deputado do parlamento da Coreia do Sul. Ele ainda foi um dos grandes responsáveis para que a Copa do Mundo de 2002 fosse realizado de forma conjunta por Coreia do Sul e Japão.