Bolívar empata em casa e se classifica para as quartas da Libertadores

  • Por EFE
  • 23/04/2014 00h47
Bolívar empata e avança às quartas da Libertadores

O Bolívar conseguiu uma classificação sofrida nesta terça-feira para as quartas de final da Taça Libertadores ao segurar o placar de 1 a 1 em casa, na altitude de La Paz, contra o León, depois do empate em 2 a 2 na partida de ida na semana passada no México, e agora espera o vencedor do duelo entre Santos Laguna-MEX e Lanús-ARG.

► Concorra ao livro “Libertadores – Paixão que nos une”

Trata-se da quarta classificação dos bolivianos para as quartas de final da competição continental em sua história.

Os mexicanos precisavam do resultado e começaram a partida em ritmo alucinante. Logo aos três minutos, Montes acertou o travessão após boa cobrança de falta. Em seguida, aos cinco minutos, o colombiano Franco Arizala abriu o marcador para o León ao desviar de cabeça um cruzamento de Fernando Navarro.

O time da casa se abateu com a pressão dos mexicanos e demonstrou um claro nervosismo com sucessivos erros de passes e deixando espaços para o León.

Exceto por umas poucas jogadas do uruguaio William Ferreira e do espanhol Juan Miguel Beco, o Bolívar não ofereceu grande perigo ao time mexicano, que, por sua vez, pressionou constantemente a defesa boliviana com as escapadas de Arizala e a habilidade do atacante argentino Mauro Boselli.

Mesmo sem criar muitas jogadas de ataque, os bolivianos conseguiram o empate ainda antes do intervalo. Aos 35 minutos, Eguino cabeceou no segundo pau, praticamente livre de marcação, depois de um cruzamento pelo lado direito.

A dinâmica da segunda etapa foi completamente distinta da primeira. O jogo esfriou e as equipes não criaram tantas oportunidades. O Bolívar ficou restrito à defesa e continuava errando muitos passes, enquanto o León abusava da ligação direta, talvez já sofrendo com as dificuldades impostas pela altitude, e não demonstrava vigor suficiente para buscar o segundo gol.

Aos 32 minutos, o veterano zagueiro Rafa Márquez – da seleção mexicana e ex-Barcelona – foi expulso após uma dividida violenta com Juan Carlos Arce, o que complicou ainda mais a missão dos mexicanos.

Os donos da casa ainda desperdiçaram mais chances, mas, por fim, garantiram o empate e avançaram para as quartas, o que não acontecia desde o ano 2000. O Bolívar agora aguarda o vencedor do duelo entre Lanús e Santos Laguna. Os argentinos venceram a partida de ida em casa por 2 a 1 e um empate no México, na próxima quinta-feira, garante sua classificação.