Boston promete organizar Olimpíadas de 2024 apenas com dinheiro privado

  • Por Agência EFE
  • 29/06/2015 13h47

A cidade de Boston pretende fazer as Olimpíadas de 2024 usando apenas dinheiro privado

Boston

Boston se mantém fiel à promessa de organizar apenas com dinheiro privado os Jogos Olímpicos de 2024, afirmou o presidente da candidatura, Steve Pagliuca, que explicou nesta segunda-feira que os benefícios econômicos em investimentos e empregos não teriam precedentes.

A cidade americana apresentou hoje seu plano chamado de 2.0, com um orçamento operacional de US$ 4,6 bilhões, dos quais US$ 754 milhões seriam destinados à construção de instalações. Há previsão de lucro de US$ 210 milhões.

Para evitar qualquer impacto nos contribuintes, US$ 128 milhões desse lucro previsto seriam destinados para assinatura de seguros para cobrir qualquer falta de pagamento, alta de preços e riscos de outro tipo.

Graças ao uso de sedes já existentes, Boston só teria que construir instalações destinadas ao tênis, canoagem, vôlei de praia, natação, ciclismo e basquete. Além disso, um estádio olímpico de atletismo, a Vila Olímpica para o alojamento dos atletas, centro de imprensa e transmissões para rádio e televisão.

Pagliuca, coproprietário dos Boston Celtics, explicou entre 2018 e 2023 serão criados 4.100 empregos diretos na cidade, que subiriam até 54.300 em 2024. Outras 8 mil novas casas serão construídas e poderiam ser aproveitadas pela comunidade.

“Não há um cenário no qual esse tipo de investimento em infraestruturas, criação de emprego e de geração de recursos possa ocorrer de outra forma em um tempo similar”, resumiu Pagliuca sobre as oportunidades abertas a partir dos Jogos Olímpicos.

Junto a Boston, anunciaram candidaturas para o evento as cidades de Paris, Roma, Hamburgo e, faltando a aprovação definitiva do parlamento, Budapeste. A sede será escolhida em 2017.