Botafogo goleia Sol de América e terá confronto brasileiro nas oitavas da Sul-Americana

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2019 21h22 - Atualizado em 29/05/2019 21h32
Divulgação/Botafogo

O Botafogo venceu o Sol de América por 4 x 0, na noite desta quarta-feira (29), pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana. Os gols do Fogão foram marcados por Diego Souza, Cícero, Bucheca e Luiz Fernando.

Com a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Botafogo agora enfrenta o Atlético-MG, em um confronto brasileiro na competição continental.

A equipe carioca abriu o placar com apenas sete minutos de partida. João Paulo cobrou escanteio, Cícero cabeceou com estilo, subindo bastante, e fez 1 a 0.

Com a folga no placar agregado, o Glorioso pôde impor o estilo de jogo pregado pelo técnico Eduardo Barroca, trocando passes com paciência até a oportunidade de finalizar aparecer. Aos 19, a bola foi de pé em pé até Diego Souza fazer corta-luz e Gilson encher o pé para grande defesa do goleiro Escobar.

Aos 28, em mais uma jogada coletiva, aconteceu o segundo gol. Diego Souza foi acionado na ponta e cruzou para Luiz Fernando, que ganhou dividida, girou e mandou para o fundo da rede.

Luiz Fernando, que não marcava havia 21 partidas, tomou gosto e quase fez outro aos 32, em chute de longe, mas Escobar espalmou para escanteio. Pouco depois, aos 36, na única finalização mais perigosa dos visitantes, Franco bateu forte por cima do travessão.

Ainda antes do intervalo, Alex Santana sentiu um problema físico e deu lugar a Gustavo Bochecha, que foi o destaque do começo da segunda etapa. Aos cinco minutos, Erik passou, o volante limpou a marcação e bateu firme, mas o goleiro uruguaio pegou mais uma.

Porém, logo em seguida, aos sete, o camisa 25 assinalou o terceiro. Luiz Fernando percebeu a passagem de Gilson e abriu na esquerda para o lateral, que colocou no meio da área. Gustavo apareceu como elemento surpresa e marcou pela primeira vez como profissional.

Com o adversário cada vez mais desorganizado, o Glorioso criava facilmente. Aos 22 minutos, Gustavo Bochecha deixou Diego Souza na cara do gol, mas o meia-atacante errou ao tentar driblar Escobar. Quatro minutos depois, a vida, ou melhor, Erik, deu uma segunda chance ao camisa 9, que teve todo o espaço do mundo e balançou a rede.

Ficha técnica Botafogo x Sol de América

Botafogo: Gatito Fernández; Fernando, Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana (Gustavo Bochecha), Cícero e João Paulo; Luiz Fernando (Lucas Barros), Diego Souza (Igor Cássio) e Erik. Técnico: Eduardo Barroca.

Sol de América: Escobar; Villalba, Portillo, Acuña e Clar (Vera); Franco, Ferreira, Díaz (Giménez) e Jourdan; Otazú e Villagra (Salcedo). Técnico: Javier Sanguinetti.

Árbitro: Esteban Ostojich (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Nicolás Tarán e Gabriel Popovits.

Cartões amarelos: Franco e Salcedo (Sol de América).

Gols: Cícero, Luiz Fernando, Gustavo Bochecha e Diego Souza (Botafogo).

Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

*Com informações da EFE