Brasil ganhou cinco partidas sem Neymar e perdeu uma nos últimos 4 anos

  • Por Agencia EFE
  • 06/07/2014 13h35
AFP Zúñiga acerta joelhada desleal em Neymar na partida entre Brasil e Colômbia

A seleção brasileira disputou apenas seis partidas sem Neymar nos últimos quatro anos, desde que o atacante estreou com a camisa verde e amarela, em agosto de 2010, e seu retrospecto sem o jogador é favorável: cinco vitórias e uma derrota.

O camisa 10, que perderá o restante da Copa do Mundo devido a uma fratura na terceira vértebra lombar, é a principal referência ofensiva atual da seleção, com 35 gols em 54 partidas.

A única derrota sofrida sem Neymar foi para a França, por 1 a 0, em Paris, em 2011. O jogador estava concentrado com a seleção sub-20 para a disputa do Sul-Americano, no Peru.

Os outros cinco duelos foram com equipes de menor nível técnico e terminaram com vitórias sobre Irã, Ucrânia, Gabão, Egito e Dinamarca.

Nos triunfos sobre Irã (3 a 0) e Ucrânia (2 a 0), em outubro de 2010, o técnico Mano Menezes não convocou Neymar como castigo por um ato de indisciplina do atacante com Dorival Júnior, que dirigia o Santos.

Em novembro de 2011, Mano não convocou jogadores de clubes nacionais que disputavam as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. Sendo assim, Neymar não participou das vitórias por 2 a 0 sobre o Gabão e pelo mesmo placar sobre o Egito.

A última ausência do atacante na seleção foi no triunfo por 3 a 1 sobre a Dinamarca, em maio de 2012, quando Mano Menezes liberou o jogador para disputar as quartas de final da Taça Libertadores pelo Santos. Desde que Luiz Felipe Scolari assumiu o comando da seleção, em dezembro de 2012, Neymar participou de todas os jogos do Brasil.

A lesão sofrida nas quartas de final da Copa do Mundo devido a uma joelhada do colombiano Camilo Zúñiga obrigará Felipão pela primeira vez a escalar o time sem o jogador. Brasil e Alemanha se enfrentarão nesta terça, às 17h (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte, por uma vaga na decisão.