Brasil recebeu mais de 1 milhão de turistas de 202 países durante a Copa

  • Por EFE
  • 14/07/2014 22h00
Torcida do México faz a festaTorcida do México faz a festa

O governo brasileiro apresentou, nesta segunda-feira, um balanço sobre a Copa do Mundo e afirmou que 1.015.035 turistas estrangeiros visitaram o país durante os 31 dias da competição. O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, explicou que esse número superou todas as previsões do governo, que esperava cerca de 600 mil estrangeiros. A apresentação dos dados foi comandada pela presidente Dilma Rousseff, Mercadante e outros dez ministros.

“O Brasil demonstrou que é o país do futebol, mas também o país do trabalho sério. Os prognósticos que se faziam sobre a Copa eram os mais terríveis possíveis. Derrotamos a previsão pessimista e realizamos a Copa das Copas”, declarou a presidente.

Segundo os números oficiais, os estrangeiros atraídos pelo Mundial tiveram uma média de permanência no país de 13 dias. Além dos estrangeiros, outros 3.056.397 brasileiros viajaram entre as 12 cidades-sede durante o evento. Uma pesquisa indicou que 95% dos estrangeiros pretendem retornar ao Brasil, enquanto 83% deles disseram que as expectativas que eles tinham sobre a Copa foram cumpridas ou superadas.

Mercadante citou que 20 mil jornalistas trabalharam na cobertura do Mundial e que os aeroportos funcionaram sem problemas, apesar dos temores que a imprensa tinha sobre a capacidade deles em função do elevado fluxo de passageiros.

Durante os 31 dias do evento, mais de 16,7 milhões de passageiros circularam pelos aeroportos do país, alcançando a marca histórica de 548 mil passageiros em um único dia.

Mercadante também declarou que os projetos de mobilidade urbana serão utilizados pela sociedade brasileira. Entre eles estão os mais de 130 quilômetros de trilhos dos BRTs (Bus Rapid Transit) e 47 quilômetros de avenidas nas 12 sedes da Copa. Entre os exemplos sobre a forma como a Copa mobilizou a economia do país, Mercadante indicou que a venda de aparelhos de televisão aumentou 60% desde o último mês de maio.

“Apesar do que muitos previam, não aconteceram falhas de energia e nem na transmissão de dados”, encerrou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Segundo os dados divulgados hoje, formam realizadas mais de 3 bilhões de interações através do Facebook durante a Copa do Mundo. Já o ministro da Saúde, Arthur Chioro, relatou os avanços na área durante o Mundial, entre as quais citou a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, com a distribuição gratuita de 3,5 milhões de preservativos.