Brasileira anseia revanche com Ronda: “quero limpar o meu currículo”

  • Por Jovem Pan
  • 12/04/2016 16h55
Com clima tenso

Bastaram 34 segundos para que o sonho de Bethe “Pitbull” Correia se transformasse em um pesadelo. Em 1º de agosto do ano passado, a brasileira entrou no octógono da HSBC Arena, no Rio de Janeiro, invicta e disputando o cobiçado cinturão peso-galo feminino do UFC. Saiu dele, porém, sem o título e com a reputação abalada. Derrotada de maneira fulminante pela então imbatível Ronda Rousey, Bethe vai voltar a lutar neste sábado, diante da americana Raquel Pennington, na Flórida. Mas a cabeça dela está, também, em um possível reencontro com a ex-campeã da organização. 

“Eu só tenho uma derrota na carreira, que foi para a ex-campeã, Ronda, então eu tenho estilo e personalidade de uma campeã. Nunca vou parar de lutar e buscar o título. Quero muito conquistá-lo ainda”, afirmou a brasileira, em entrevista exclusiva ao repórter André Ranieri para o Domingo Esporte, da Rádio Jovem Pan“Eu gostaria muito de limpar o meu currículo, ter uma revanche com a Ronda… Mas tudo tem o seu tempo“, acrescentou. 

Para ter o direito de lutar novamente com a ex-judoca, Bethe terá de reconquistar o seu espaço no UFC. Ela, afinal, ganhou uma mancha na carreira ao ser derrotada pela americana em somente 34 segundos de luta, dentro de casa. O detalhe mais grave, porém, foi que a brasileira perdeu por nocaute para Ronda, que tem no jogo em pé o seu ponto “menos forte” – tanto que foi batida desta forma por Holly Holm, em novembro.

 

Além de tudo isto, Ronda deverá fazer em breve o seu próximo combate – que pode até ser, por que não, válido pelo cinturão. Atual campeã peso-galo feminino, Miesha Tate vai encarar a brasileira Amanda Nunes no UFC 200, e se especula que a vencedora deste combate possa defender o título contra Rousey, que triunfou seis vezes seguidas no UFC antes da derrota para Holly. 

Assim, Bethe muito provavelmente terá de esperar bastante por uma revanche com a maior estrela do MMA feminino. Neste sábado, por exemplo, a brasileira vai tentar se reerguer na organização contra a americana Raquel Pennington, no UFC on FOX 19. Será o primeiro combate da paraibana depois da traumática derrota para Ronda – o que a fez suar muito nos campings de treinamento. 

“Minha preparação está a todo vapor. Nunca na vida eu fui tão testada e treinada com tanta gente diferente, chegando aos meus limites. Descobri tantas falhas em mim que eu acho que vou fazer uma luta bem diferente… Estarei bem mais técnica, evoluída e trabalhando bastante o meu gás“, finalizou.