Brasileiro que atua na Ucrânia diz que pensou em voltar, mas não passou problemas

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2014 12h34
Divulgação / Site Oficial Danilo

A crise que afeta a Ucrânia mexeu também com o futebol no país, paralisando algumas rodadas do campeonato nacional. Alguns jogadores brasileiros chegaram a retornar ao Brasil, como Jajá, que foi contrato pelo Coritiba. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, o atacante do Zorya Luhansk, Danilo Oliveira, conta que pensou em deixar o país com medo de uma possível guerra, mas que não teve alteração na rotina de treinamentos e no dia a dia na cidade.

Fora do Brasil desde 2006, o atacante jogou futsal em Sorocaba, passou pelo Mogi Guaçu, Luverdense e depois foi para Europa. Atuou em clubes da Polônia, República Tcheca, Suiça, Hungria e há um ano e meio está no Zorya Luhansk, da Ucrânia.

A mudança, segundo ele, foi melhor do que o esperado. “O clube tem estrutura boa, tenho jogado todos os jogos e consegui alguns feitos inéditos. Sou o segundo artilheiro do time, com seis gols, e estamos na expectativa de disputar a Liga Europa”.

O Zorya Luhansk não conta com nenhum outro brasileiro, mas há diversos compatriotas espalhados pelos times da Ucrânia, e Danilo passa boa parte de seu tempo livre com amigos do Shakhtar Donetsk. Foi com eles que o atacante conversou sobre a possibilidade de deixar a Ucrânia, com medo de uma possível guerra, mas hoje ele conta que a situação está tranquila.

“No começo do ano fiquei tenso, preocupado com a família. A gente não sabia o que podia acontecer, preferia ficar no Brasil ou em outro país mais tranquilo, mas na cidade em que vivo a rotina não mudou nada, treinamos normalmente. Os problemas maiores foram em Kiev e na Crimea, mas já acalmou um pouco, as pessoas estão mais calma”.

Longe do Brasil há muito tempo, Danilo comenta que já foi questionado sobre se naturalizar e atuar pela seleção ucraniana, mas nunca recebeu oferta. “Não descartaria a oportunidade”.