Briga de Vilson e Marciel entra na lista de “tretas” no Corinthians; relembre outras

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2016 13h52

Vilson desfere soco em Marciel durante o treino do Corinthians nesta terça-feira

Vilson desfere soco em Marciel durante o treino do Corinthians nesta terça-feira

O clima esquentou durante o treino do Corinthians nesta terça-feira. O zagueiro Vilson deu um soco no rosto do volante Marciel após uma disputa de bola e os outros jogadores precisaram afastar o zagueiro para amenizar o clima. Coube ao volante Cristian juntar os dois colegas de time para restabelecer o clima no treino. Ao fim da atividade, os dois deixaram o local juntos.

O próprio Vilson já se desentendeu em outra ocasião com o atacante Gustavo. O zagueiro deu uma entrada e uma cotovelada no camisa 9, que precisou de atendimento médico.

Essa não é a primeira vez ocorrem brigas durante treinamentos do alvinegro. Desentendimentos no elenco eram bem comuns, principalmente na época da gestão do MSI no Corinthians, entre 2005 e 2006.

Tevez x Marquinhos

Uma das brigas mais famosas envolveu o argentino Tevez, que trocou socos com o zagueiro Marquinhos, também por conta de um lance do treino. Tevez era marcado e deu uma cotovelada no nariz do zagueiro que, mesmo sangrando, partiu para cima do atacante. Gustavo Nery foi o responsável por separar os dois.

Carlos Alberto x Tevez, Carlos Alberto x Marcelo Mattos, Carlos Alberto x Mascherano

Tevez também tem em seu currículo uma outra briga com Carlos Alberto, que até recentemente atuava pelo Figueirense. Na ocasião, o meia não gostou de um carrinho que o argentino deu em Dinélson e foi tirar satisfações. Carlitos respondeu com uma cusparada e desencadeou uma troca de socos entre eles.

Em 2006, Carlos Alberto também bateu boca com o volante Marcelo Mattos e naquela mesma semana também trocou xingamentos com o meia Roger.

Mascherano x Marcelinho Carioca

Outro argentino que arranjou confusão na época “galáctica” do Corinthians foi Mascherano, que se desentendeu com Marcelinho Carioca após uma dividida. O “Pé de Anjo” revidou com um novo carrinho e coube ao técnico Geninho a acalmar os ânimos do argentino, que abandonou o treino em seguida.

Dênis x Marcinho

A mais recente das brigas que repercutiu na época foi entre o lateral Dênis e o meia Marcinho. Os jogadores trocaram socos e pontapés durante o último treino da equipe na temporada de 2009.