Bruno Senna faz mistério e abre possibilidade de disputar outras categorias

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2015 16h43
O piloto Bruno Senna é visto no Padock durante treino para o GP do Brasil de Fórmula 1 2014, realizada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, SP. (São Paulo, SP, 07.11.2014. Foto de Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Folhapress)Bruno Senna enfrentou problemas nas três etapas da Fórmula E

Um dos brasileiros a disputar a Fórmula E na atual temporada 2014/2015, Bruno Senna concedeu entrevista exclusiva à rádio Jovem Pan. O piloto comentou sobre a atual temporada, falou sobre aspectos técnicos da modalidade e deixou um ar de mistério ao falar sobre a possibilidade de disputar outras categorias em 2015.

“O que vem por aí é mais GPs. O que é eu não posso revelar ainda”, disse Bruno, ao ser questionado sobre o que mais faria neste ano além de disputar a Fórmula E.

Em 13º lugar na competição liderada pelo também brasileiro Lucas di Grassi após três etapas, Bruno Senna elogiou sua equipe, a Mahindra, mas falou dos problemas que tem enfrentado. “A equipe trabalha o carro muito bem, e o carro é muito rápido e competitivo. Eles têm também uma simulação boa do carro, da energia etc. Mas, como toda equipe, tem coisas que não são perfeitas, como no nosso caso, em que perdemos muitos pontos em erros pequenos de procedimento”, avaliou.

Os erros a que Bruno se refere comprometem até aqui sua temporada. Na corrida da China foi desclassificado por uma falha do carro. Na Malásia, perto de chegar em terceiro lugar, acabou batendo no muro e ficando em 14º. Finalmente, em Punta Del Leste, no Uruguai, devido a um erro de sua equipe teve de fazer uma corrida de recuperação e ficou em sexto.

Mesmo estando em sua primeira temporada de realização, a Fórmula E, segundo o piloto brasileiro, está muito bem. “Vou ser bem sincero: a categoria está de parabéns pelo que tem feito até aqui. Todos os convidados adoram a parte de hospitality. As cidades também estão de parabéns, mesmo sendo a primeira vez que elas recebem esse evento. É claro que umas são um pouco melhores, como a de Beijing, que é mais lisa e bem preparada”.

Com 58 pontos, Lucas di Grassi, da Audi Sport ABT, é o líder da competição, seguido pelo suíço Sébastien Buemi e o britânico Sam Bird, ambos com 40 pontos. Na sequência, vêm dois filhos de pilotos lendários: o francês Nicolas Prost, filho de Alan Prost, com 24 pontos, e o brasileiro Nelsinho Piquet, com 20.

A quarta etapa da Fórmula E será disputada no sábado (10) em Buenos Aires, na Argentina.

Ouça a entrevista na íntegra no áudio acima