Brunoro banca Kleina e pede foco na Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2014 21h57
José Carlos BrunoroJosé Carlos Brunoro

Com a derrota para o Ituano na semifinal do Campeão Paulista e a consequente eliminação do torneio, as perguntas sobre o futuro do Palmeiras já começam a aparecer. Elogiando o seu adversário, a quem deu todos os méritos da vitória, o diretor-executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, preferiu não dar nenhuma análise, mas acredita em sequência de Gilson Kleina no comando e disse que o momento agora é de continuar trabalhando, já que a equipe enfrenta o Vilhena-RO, na quarta-feira (2), pela Copa do Brasil.

“Eu prefiro não falar por estarmos bastante impactados pela derrota. O Campeonato Paulista é um torneio difícil e podemos analisar muitas coisas, mas é difícil falar após o jogo”, explicou.

Perguntado sobre a sequência de Gilson Kleina no comando do time, Brunoro acredita que não é uma derrota que vai fazer o planejamento para a temporada mudar, mas que haverá uma análise. “Na nossa visão sim, não é uma derrota numa campanha extraordinária que pode mudar alguma coisa. É lógico que quando você perde sempre tem que haver uma análise como um todo, ver se nós da diretoria também erramos. Hoje foi uma coisa diferente, muitos jogadores machucados, o próprio Bruno durante o jogo se machucou. O Ituano está de parabéns. Agora é seguir o barco e vamos para a outra competição”, ressaltou.

Sobre as declarações do goleiro Bruno, que no calor pós-jogo falou que não adiantava nada fazer uma bela campanha na primeira fase e ficar nervoso na hora da decisão, o diretor pediu calma e pediu foco na Copa do Brasil. “Eu acho que precisamos ter muita calma. O futebol é o único esporte que é nivelado, todo adversário é perigoso. Nós tínhamos condições de vencer o jogo, mas jogamos mal”, lembrou. “Agora temos uma partida importante na quarta-feira (contra o Vilhena-RO, pela Copa do Brasil) e o legal do futebol é isso, no outro dia já podemos nos recuperar e é uma pena por todo o esforço e dedicação que eles tiveram durante o campeonato”, completou.

Na noite deste domingo, o Verdão não teve a sorte do seu lado e viu Alan Kardec e Fernando Prass saírem machucados, além de Valdivia e Bruno César não estarem em plenas condições. Brunoro afirmou que não acredita em bruxas e que o time precisava jogar para ganhar a partida. “Não acredito em bruxas, acredito em fatos. Mas acho que o Palmeiras é uma equipe e uma equipe precisa jogar e ganhar o jogo. O Ituano foi muito melhor e aproveitou a chances que teve. O futebol tem apenas uma lógica: quem faz mais gols ganha”, disse.