Búzios se oferece como alternativa para competições de vela nos Jogos de 2016

  • Por Agencia EFE
  • 30/07/2015 19h38

Rio de Janeiro, 30 jul (EFE).- A cidade de Búzios, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, se apresentou nesta quinta-feira como alternativa para as competições de vela dos Jogos Olímpicos do ano que vem, após as muitas críticas feitas por atletas e imprensa internacional à poluição das águas da Baía de Guanabara.

A Associação de Hotéis de Búzios, a Associação Comercial e Empresarial de Búzios e o Búzios Convention & Visitors Bureau divulgaram um comunicado conjunto no qual oferecem a infraestrutura já existente no balneário, que atrai permanentemente vários turistas estrangeiros, para a disputa das regatas.

“Considerada por velejadores nacionais e internacionais como a cidade que possui a melhor raia do mundo para velejar, Búzios apresenta-se como opção de sede oficial para a disputa das provas de vela durante os Jogos Olímpicos de 2016 no lugar da degradada Baía de Guanabara. Além das condições marítimas e climáticas, a cidade conta com toda a infraestrutura necessária para receber o evento”, destaca a nota.

Vários velejadores de todo o mundo, inclusive brasileiros, criticaram o estado ruim das águas na Baía de Guanabara e se queixaram das dificuldades que enfrentam por terem que desviar de lixo flutuando no mar.

A preocupação aumentou nos últimos dias com a divulgação de relatórios segundo os quais o alto grau de poluição é uma grave ameaça para a saúde dos próprios atletas dado os elevados índices de vírus, bactérias e outros organismos encontrados na água.

“Búzios, assim como o Rio de Janeiro e o Brasil, torce pelo êxito do projeto de despoluição da Baía de Guanabara. No entanto, as autoridades fluminenses assumiram que não vão conseguir cumprir o compromisso olímpico de atingir a meta de 80% de despoluição da Baía. Tal situação abre um espaço claro para que Búzios se coloque como alternativa à Baía para receber a disputa de vela”, argumenta o grupo, que lançou nas redes sociais a campanha “#VelaEmBúzios”.

A cidade tem algum respaldo do Comitê Organizador, já que foi escolhida como um dos lugares de treinamento para os regatistas que disputarão os Jogos. As associações destacaram ainda a capacidade de hospedagem local.

“Búzios pode receber mais de 12 mil pessoas. A cidade de 27 mil habitantes está acostumada a receber grandes eventos. No Réveillon e no carnaval, por exemplo, são cerca de 250 mil pessoas na cidade, quase 10 vezes o número de habitantes da península”, enalteceu o vice-presidente do Búzios Convention & Visitors Bureau, Thomas Weber. EFE