Calleri estreia com gol e São Paulo empata com César Vallejo pela pré-Libertadores

  • Por Jovem Pan
  • 03/02/2016 23h35
Com estrela: Jonathan Calleri marcou pelo São Paulo em seus primeiros minutos com a camisa tricolor

O argentino Jonathan Calleri chegou ao São Paulo para jogar a Libertadores antes de se transferir para a Inter de Milão. E a primeira parte dessa missão foi completada com sucesso pelo atacante, que fez o gol que deu o Tricolor o empate com o César Vallejo por 1 a 1, no Peru, pela pré-Libertadores. Resultado que dá a vantagem do empate sem gols no jogo de volta, mas que poderia ter sido ainda melhor, não fossem as chances desperdiçadas.

Melhor tecnicamente, o São Paulo fez valer a superioridade desde os primeiros minutos de jogo. Essa superioridade se transformou em chances de gol. Na primeira delas, Alan Kardec cabeceou, a bola pegou no travessão, pegou no chão e, apesar de ter passado a linha, o árbitro não apitou gol. Na sequência, Ganso saiu na cara do gol e também acertou o travessão, antes de começar a jogada que terminou em cabeçada de Centurión por cima.

Quando parecia que o gol são-paulino sairia a qualquer momento, Alejandro Hohberg dominou na ponta esquerda, ajeitou e acertou um chute perfeito, no ângulo esquerdo de Dênis, que nada pode fazer. Era o castigo para a equipe que muito criou, mas não conseguiu botar a bola para dentro – pelo menos não de um jeito que a arbitragem percebesse. O primeiro tempo passou a ser equilibrado, com chances criadas em ambos os lados, mas os goleiros Dênis e Libman trabalharam bem para evita-las.

Já na etapa final, o Tricolor tomou novamente a iniciativa e passou perto de empatar em duas finalizações de Hudson que o arqueiro adversário defendeu. Para empatar, o time brasileiro só precisava do nome certo. Esse nome era Jonathan Calleri, contratação mais recente do clube, que chegou por empréstimo até o fim da Libertadores. Depois de levar cartão amarelo em um de seus primeiros lances, o atacante aproveitou bobeada da marcação após cruzamento de Ganso, saiu na cara do gol e encobriu o goleiro para marcar um golaço.

Depois de igualar o placar, o São Paulo continuou dominando as ações e a posse de bola, mas menos incisivo, o que deixou o jogo mais morno – com exceção de uma blitz em cobranças de escanteio nos últimos minutos que teve gol evitado em cima da linha. O resultado, afinal, foi bom para a equipe paulista, que precisará empatar por 0 a 0 no Pacaembu, no dia 10, para se classificar ao Grupo A da Libertadores 2016.